Cristo a luz do mundo



Baixar 15,16 Kb.
Encontro17.07.2018
Tamanho15,16 Kb.

CRISTO A LUZ DO MUNDO

Neumoel Stina

A luz que irradia de Jesus traz amor e esperança aos corações contritos e sofridos. Você já se beneficiou da Luz que é Jesus? Já experimentou a doce alegria que é estar perto de Jesus?

 

O programa de hoje tem como título: CRISTO, A LUZ DO MUNDO.



 

Na hora mais escura do planeta Terra, brilhou uma luz que nunca falhou, e que ainda brilha. O mundo nunca mais foi o mesmo desde que essa luz apareceu.

 

E A luz que temos em mente, foi uma vida revelada num Homem. Esse Homem viveu no mundo por mais de trinta anos, e assim como Sua origem não é daqui, Sua vida não terminou aqui.



 

Ele veio de Deus. Deus Se revelou nEle. Aqui estão as Sua próprias palavras: “Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas, pelo contrário terá a luz da vida”. João 8:12.

 

Quando Jesus falou estas palavras, Ele estava sentado no pátio do templo, acompanhando os serviços religiosos da festa dos tabernáculos. No centro do pátio erguiam-se dois altos pilares sustentando suportes de lâmpadas, de grandes dimensões.



 

Depois do sacrifício da tarde, ascendiam-se todas as lâmpadas, que derramavam luz sobre Jerusalém. Essa cerimônia comemorava a coluna luminosa que guiara Israel no deserto e era também considerada como apontando para a vinda do Messias.

 

À noitinha, quando se ascendiam as lâmpadas, o pátio apresentava uma cena de grande regozijo. Homens de cabelos brancos, os sacerdotes do templo, os príncipes do povo; todos uniam-se em festivas danças aos sons dos instrumentos e dos cantos dos levitas.



 

Na iluminação de Jerusalém, o povo exprimia sua esperança da vinda do Messias, para espalhar Sua luz sobre Israel. Para Jesus, porém a cena tinha mais ampla significação.

 

Como as irradiantes lâmpadas do templo iluminavam tudo em derredor, assim Cristo, a fonte da luz espiritual, ilumina e dissipa as trevas do mundo. Todavia, o símbolo era imperfeito. Aquela grande luz que Sua própria mão pusera no céu era uma representação mais fiel da glória de Sua missão.



 

Os que andavam com Jesus sentiam que Ele era a luz. A Bíblia declara: “A vida estava nele, e a vida era a luz dos homens. A luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela. . . A saber: a verdadeira luz que, vinda ao mundo, ilumina a todo homem.” João 1:4, 5, 9.

 

Jesus não é somente a luz do mundo, mas também a luz de todo homem. Ele “ilumina a todo homem”.



O Senhor Jesus Cristo é a nossa luz. Podemos fechar os olhos à luz, podemos usar vendas teológicas, ou fechar os olhos com preconceito e ignorância, mas Ele ainda é a luz do mundo; e a nossa luz também.

 

Quando a luz do mundo esteve aqui como Homem, multidões não reconheceram a luz. Mas houve também os que se aperceberam dela. Muitos cegos foram curados por Jesus. O rosto do Senhor foi o primeiro que eles viram na vida. E houve muitos que eram cegos no espírito, cujos olhos também foram abertos.



 

É estranho que alguém possa olhar para a luz e ainda assim não vê-la. Parte de nossa cegueira é causada pela ignorância, parte por preconceito, parte pelo pecado. Enquanto a luz do dia de Deus resplandece, muitos vagam numa noite sem estrelas.

 

As pessoas poderosas, nos dias de Cristo, eram grandemente tomadas de preconceito e do temor de que sua posição entre o povo fosse enfraquecida, que rejeitaram o que seus olhos viam e seus ouvidos ouviam.



 

Deus Se revela pela natureza, de maneira visível tem-Se manifestado diretamente ao coração do homem. Deus se revela também nas Escrituras Sagradas. O santo Livro é chamado Palavra de Deus.

 

As Escrituras, como Palavra de Deus, ou de Cristo são também a nossa luz, são lâmpada para os nossos pés (Salmo 119:105).



É nas Escritura sagradas que podemos ver a luz, para refletirmos, e nos tornarmos luzes. Dos que O seguem, Jesus disse: “Vos sois a luz do mundo”. Mateus 5:14. Jesus é a grandiosa revelação de Deus.

 

Além das revelações naturais e escritas, Deus Se revela de maneira pessoal em Jesus, a Luz do mundo.



 

A única maneira de sermos felizes é refletindo a luz de Cristo, seguindo-O, servindo-O, amando-O e obedecendo-Lhe. A luz de Sua vida é para ser refletida na nossa vida, alcançando os que nos rodeiam.

 

Quando crucificaram Jesus, alguns pensaram haver extinguido a luz para sempre, mas estavam enganados. A crucifixão, os sofrimentos de nosso Senhor Jesus Cristo, fizeram a luz resplandecer mais do que nunca. Ela ainda brilha e brilhará para todo sempre.



 

Na cruz, o Senhor Jesus Cristo tomou sobre Si o mal e a dor, a agonia e o sofrimento. Ele tomou o lugar de todo homem e “morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras”. I Coríntios 15:3. E assim Ele fez da cruz o meio pelo qual temos redenção.

 

Na cruz o amor de Deus foi manifestado por nós de maneira plena, final. A luz dos antigos profetas e apóstolos, resplandeceu da cruz sobre um mundo escuro e o iluminou.



 

Não sabemos como o poder de Deus em Cristo, se manifesta em nós. Não sabemos como a luz de Sua vida pode brilhar no coração.

Porém não deveríamos nos privar de Sua bênção. Não devíamos continuar vivendo em descrença, com um coração ferido por tristezas e mágoas.

 

Jesus Cristo, o nosso Salvador, que é a luz de todo homem, diz: “Quem me segue. . . terá a luz da vida”. João 8:12.



Com certeza você será mais feliz seguindo o exemplo de Cristo Jesus.

Seguindo a Cristo, a luz do mundo.




www.4tons.com

Pr. Marcelo Augusto de Carvalho




©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal