ConstruçÃo de uma narrativa: vozes do discurso sobre a diversidade



Baixar 4,65 Kb.
Encontro19.08.2017
Tamanho4,65 Kb.

CONSTRUÇÃO DE UMA NARRATIVA: VOZES DO DISCURSO SOBRE A DIVERSIDADE
Carla Silva Machado – UFJF

O presente artigo faz parte de uma pesquisa de mestrado no programa de Pós-Graduação da FACED/UFJF cujo objetivo é identificar um possível deslocamento no discurso da Literatura Infantil com relação à diversidade humana em conseqüência do surgimento de novos valores da Modernidade para a Atualidade. Para isso torna-se necessário entendermos a Modernidade como o período da tentativa de ordenação e normalização e a Atualidade como o tempo da pluralidade cultural. Faremos uma análise do discurso sobre diversidade e diferença tendo como referencial os pilares da Modernidade e da Atualidade e, como Corpus Discursivo, o livro Mano descobre a diferença (2001) do jornalista e escritor Gilberto Dimenstein e da educadora e escritora de livros infantis Heloisa Prieto. Na narrativa, existe uma clara alusão ao clássico O Patinho Feio (1844) do dinamarquês Hans Christian Andersen, além de outras histórias populares e lendas clássicas, como A Águia e a Galinha. Entendemos que os autores criaram possibilidades de leitura através destes intertextos e que os mesmos servem para ilustrar o deslocamento do discurso sobre a diversidade e a diferença da Modernidade para a Atualidade. Analisaremos este deslocamento discursivo através das obras clássicas que aparecem na narrativa de Dimenstein e Prieto.



Palavras-chave: discurso, literatura, diversidade, intertextualidade.



©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal