Conselho estadual de cultura



Baixar 24,63 Kb.
Encontro07.08.2017
Tamanho24,63 Kb.

Processo n.º 1060-11.00/13-9

Parecer nº 223/13 CEC/13

O Projeto "Ciranda Músico-Cultural em Morro Redondo – Festa do Pêssego” não tem recurso acolhido.
1 - Apresentado pelo produtor cultural Júlio César Glenzel Promark – CEPC-1743, o projeto em epígrafe tem por objetivo uma programação de apresentações musicais das bandas Os Atuais, Oswaldir e Carlos Magrão, e Banda Mercosul, além de apresentação do Centro de Tradições Gaúchas Cancela Grande de Morro Redondo. De acordo com o proponente, o foco do projeto é preservar e desenvolver profundamente o patrimônio cultural e imaterial da comunidade de Morro Redondo, valorizar e solidificar a arte, tradição e cultura do povo gaúcho, em conjunto com a alemã, que caracteriza a etnia municipal, através da inclusão sociocultural e atividades culturais. O evento ocorre paralelamente à Festa do Pêssego, evento este com acesso gratuito para o público, promovido pela Prefeitura Municipal e entidades dos produtores de pêssego, cuja cultura é de grande importância econômica para o Município. O período previsto para a realização dos eventos é de 30/11 a 01/12/13 e, de acordo com afirmação do proponente em diligência efetuada pelo Setor de Análise Técnica (SAT), ambos os eventos ocorrerão independentemente. O projeto está orçado em R$ 113.099,96, sendo solicitado o financiamento do valor de R$ 101.599,96 ao Sistema Pró-Cultura. De acordo com os termos do Parecer CEC-090 de 23/05/13, o projeto não foi aprovado. Em sua análise do mérito, relevância e oportunidade culturais, o parecerista resume assim os pontos frágeis do projeto: 1. Falta de identificação do evento com a temática sugerida pelo termo “ciranda”, que sugere interação da comunidade, do povo participando da roda, do canto e do improviso; 2. O alto valor destinado ao pagamento de despesas com cachês das bandas e com infraestrutura de sonorização (R$ 76.000,00); 3. Afirma, ainda, o parecerista: “Flagrante não haver previsão de alguma interação com artistas, não é oferecido debate, curso de qualificação de dança, música ou dialeto. Entendemos que folclore não pode se limitar a espetáculos, eis que não seria demais ter ações múltiplas e educacionais, concernente assim a renovação do entendimento da herança cultural do povo. Estão ausentes a conveniência, relevância e oportunidade. Na verdade, de fundo cultural há apenas três apresentações do CTG Cancela Grande, as quais serão gratuitas, pois não consta previsão de contrapartida.” O proponente encaminhou, em tempo hábil, recurso à SEDAC, solicitando reavaliação do mérito do projeto nos seguintes termos: “1 - O projeto Ciranda Músico-Cultural em Morro Redondo – Festa do Pêssego tem por objetivo beneficiar a comunidade como um todo, através de um evento cultural e totalmente gratuito, algo impossível de acontecer na cidade. Grande parte da população é composta por agricultores e trabalhadores assalariados, para os quais pagar ingressos é um grande dispêndio, independente das raras oportunidades dos eventos; 2- Entendemos que é salutar para a cultura e a comunidade a participação e acompanhamento dos espetáculos previstos na grade de programação do evento, haja vista que haverá contato direto com a música e dança, com suas formas e meios, havendo com certeza difusão da prática cultural, pois qual arte cultural é apreciada, valorizada e difundida se não for colocada em contato direto com a população? 3- Conforme o Dicionário Aurélio a palavra "Ciranda" é denominada como um "tipo de dança, música, originária na região nordeste do País, inclusive caracterizada pela formação de uma grande roda, onde os integrantes dançam... e que também ao longo do tempo foi adaptada, inserida e integrada à cultura do nosso Estado" por isso "Ciranda-Músico Cultural", projeto que visa a desenvolver vários espetáculos musicais e de dança na cidade de Morro Redondo, todos ao alcance da população do município e região, promovendo a cultura na localidade, fazendo ao advento da cultura musical a união com cultura e a história do homem da terra, retratadas no pêssego como evento paralelo; 4- A "Ciranda-Músico Cultural" terá o ambiente que retrata a cultura do homem da terra, pela exposição do produto "pêssego" e sua história, mostrando a colonização do município e o seu desenvolvimento, como também o ambiente da música pelos espetáculos musicais que serão ofertados. Dois ambientes unidos, os quais faziam junção entre si, inclusive sem quaisquer cobranças de ingressos; 5- É objetivo do evento, beneficiar um número incontável de participantes, oferecendo através de programação cultural variada, na união dos agentes com o público, a democratização do acesso à cultura. 6- Na realização da Ciranda Músico-Cultural em Morro Redondo, não será cobrado ingresso ou quaisquer valores para entrada em local de sua realização, sendo a entrada totalmente franca, possibilitando assim a fomentação total da cultura, correlacionada com a participação popular à mesma. 7- Haverá a difusão da prática cultural comunitária, unindo todos os meios ligados ao município, fazendo com que estas atitudes façam crescer ainda mais o gosto pela cultura, com a participação efetiva da comunidade. 8- É objetivo também da Ciranda Músico-Cultural em Morro Redondo, sedimentar e abranger as mais variadas camadas sociais, unidas em conjunto com as inúmeras faixas etárias, pela atuação de todos os participantes, seus familiares e amigos, não só da cidade, mas de outros municípios da região. 9- O evento colocará a cidade de Morro Redondo, como uma cidade que promove e busca sempre o aperfeiçoamento da cultura, ligada aos aspectos sócio-culturais do Estado. 10- Um dos resultados claros do evento é a união de todos os segmentos da sociedade do Município, através do interesse em comum durante a realização do evento. 11- O financiamento pelo Pró-Cultura LIC, claramente proporcionará o desenvolvimento de um grande evento, beneficiando diretamente no mínimo 30.000 (trinta mil pessoas, mais um número incontável de pessoas indiretamente, através da divulgação e dos resultados concretos do mesmo.

12- Por haver inúmeros custos financeiros, é indispensável o apoio do Pró-cultura LIC.”


É o Relatório.
2 - O presente Projeto, como já ficou demonstrado em sua primeira análise, apresenta uma proposta cultural que se sustenta, basicamente, em três shows de bandas. Outrossim, a intenção de a Ciranda Músico-Cultural servir como uma espécie de âncora para a Festa do Pêssego, através da atração de público, é inquestionável, e a interligação dos dois eventos, que ocorrem simultaneamente, lado a lado, é até mesmo inevitável. O proponente, através do recurso ora apreciado, apenas reforça as justificativas e informações que já constam no projeto originalmente, não acrescentando fato novo que conduza a uma reavaliação do seu mérito.
 3. Em conclusão, o projeto Ciranda Músico-Cultural em Morro Redondo – Festa do Pêssego não tem o recurso acolhido.
Porto Alegre, 10 de julho de 2013.

José Mariano Bersch

Conselheiro Relator



Informe:

O prazo para recurso somente começará a fluir após a publicação no Diário Oficial.

O Presidente, nos termos do Regimento Interno, optou por: votar ( ), não votar (X) ou desempatar ( ).

Sessão das 14 horas do dia 15 de julho de 2013.

Presentes: 23 Conselheiros.

Acompanharam o Relator os Conselheiros: Graziela de Castro Saraiva, Alcy Cheuiche, Leandro Artur Anton, Adriana Donato dos Reis, Paula Simon Ribeiro, Franklin Cunha, Hamilton Dias Braga, Leoveral Golzer Soares, Daniela Carvalhal Israel, Milton Flores da Cunha Mattos, Loma Berenice Gomes Pereira, Nilza Cristina Taborda de Jesus Colombo, Manoelito Carlos Savaris, Neidmar Roger Charão Alves, Vinícius Vieira de Souza, Gilson Petrillo Nunes, Susana Fröhlich (17)


Abstenções: Maturino Salvador Santos da Luz, Gilberto Herschdorfer, Antônio Carlos Côrtes (03)

Ausentes no momento da votação: Maria Eunice Azambuja de Araújo (01)



Adriano José Eli

Conselheiro Presidente do CEC/RS



©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal