Columbia pictures presents The Bounty



Baixar 302,84 Kb.
Encontro08.05.2017
Tamanho302,84 Kb.



Informação de Produção

Milo Boyd (Gerard Butler) interpreta um ex-policial que, por estar passando por um período difícil, vá atrás de uma jornalista que deixou de comparecer a uma audiência judicial – que, por acaso, é sua ex-mulher, Nicole Hurley (Jennifer Aniston). Ele acha que será um trabalho fácil, mas quando Nicole resolve não aparecer, para ir atrás de uma pista sobre um assassinato, Milo se dá conta de que nada pode ser simples entre Nicole e ele. O ex-casal tenta sempre estar à frente um do outro – até que se dão conta de que a vida está em perigo. E eles, que acharam que era duro amar, honrar e obedecer um ao outro, descobrem que é muito mais difícil tentar ficar vivo. A direção é de Andy Tennant (Hitch - Conselheiro Amoroso (Hitch), Doce Lar (Sweet Home Alabama)). 

Columbia Pictures apresenta, em associação com a Relativity Media uma produção da Original Filme, um filme de Andy Tennant, O Caçador de Recompensas (The Caçador de recompensas). Nos papéis principais, temos: Jennifer Aniston, Gerard Butler e Christine Baranski. Direção de Andy Tennant. PRodução de Neal H. Moritz. Roteiro de Sarah Thorp. Produção executiva de Wink Mordaunt, Ori Marmur, Robyn Meisinger, Donald J. Lee, Jr. e Ryan Kavanaugh. Diretor de fotografia: Oliver Bokelberg. Desenhista de Produção: Jane Musky. A montagem é de Troy Takaki, A.C.E.. Os figurinos são de Sophie de Rakoff.. A trilha sonora é de George Fenton.

SOBRE O FILME

O Caçador de Recompensas começou com uma conversa entre vizinhos. Os dois vizinhos eram o produtor Neal H. Moritz e o diretor Andy Tennant, que já haviam trabalhado juntos anteriormente no sucesso de bilheteria Doce Lar (Sweet Home Alabama).

Tennant diz que muitas vezes os dois ficam conversando, literalmente encostados na cerca que separa as casas de ambos. Neal perguntou quais eram os planos de Tennant. Ele respondeu que não sabia. Neal então respondeu que tinha um roteiro. “Quer dar uma olhada”, perguntou.

O roteiro de Sarah Thorp foi exatamente o que Tennant estava procurando. O filme conta a história de um caçador de recompensas que tem que levar a ex-mulher de volta à prisão. O Caçador de Recompensas não é apenas uma comédia romântica, diz Moritz. “Trata-se de uma comédia de ação com um lado romântico. Andy faz muito bem comédia, romance e ação”.



O que atraiu Tennant para o projeto foi um roteiro que seria uma história de ação e também uma boa produção. Segundo ele, Trata-se de um filme subversivo e engraçado. Daquelas comédias em que vale tudo”

Milo Boyd, interpretado por Gerard Butler, é um ex-policial que, após ter sido expulso da polícia, se torna caçador de recompensas e atualmente, tenta sobreviver. Ele é chamado para ir atrás da ex-mulher, interpretada por Jennifer Aniston, que não compareceu a uma audiência de condicional.



E os dois estão sozinhos” diz Tennant. “Ir atrás dela é fácil, mas conseguir levá-la diante do juiz é um pouco mais difícil”.

Milo Boyd tinha sido um excelente policial. Mas, ele sempre era enrolado pelas pessoas, inclusive sua ex-mulher, Nicole”, diz Butler. “Quando eles se divorciaram, ele ficou sem chá, até que foi expulso da polícia.. Agora, ele é um caçador de recompensas e as coisas não estão muito boas para ele. Ele dorme na casa de amigos. E fica tentando se convencer de que é uma pessoa feliz.

Quando eu vi o roteiro, adorei. Era engraçado, irônico e eu ri do início ao fim e decidi que queria interpretar aquele papel, diz Butler.

Embora a personagem de Jennifer Aniston pareça um pouco mais contida do que o seu ex-marido, ela também tem muitos segredos. Só que, ao contrário de Boyd, ela não expressa tão abertamente.

Ela é jornalista e ele foi policial, muitas vezes o caminho dos dois acabava se cruzando, diz Aniston. De certa forma, eles pararam de prestar atenção num no outro e o que os atraía no início passou a ser exatamente o que eles detestavam no fim”.

Nicole é uma repórter do Daily News e ela deixou de comparecer a uma audiência porque estava atrás de uma matéria para o jornal. Então, de certa forma, ela é uma criminosa, diz Aniston. “Agora, Milo tem a chance de ir atrás dela e não vai perder isso por nada nesse mundo”.

Segundo Butler, este é o melhor dia da vida dele. Ela está empolgadíssimo, mas tudo dá errado, claro.

Isso é muito engraçado, Milo está atrás de Nicolee se envolve com a matéria que ela está escrevendo, diz Aniston. “Eles conseguem recuperar a emoção do início da relação”.

Para Butler, a oportunidade de mostrar um casal que ainda está loucamente apaixonado, mesmo que um leve o outro à loucura, foi o grande atrativo. Acho que os dois se completam, diz Butler. “Ele sempre gostou do humor espirituoso, da tenacidade, da teimosia dela. Tudo o que no fim do casamento quase o levava à loucura. Mas, Milo e Nicole ainda têm sentimentos um pelo outro”.

Geralmente, quando o relacionamento acaba, nunca mais se vê a pessoa e as coisas nunca têm um fim, de verdade, segundo o produtor executivo Ori Marmur. Neste caso, Milo acha que Nicole arruinou a vida dele. E aí surge a chance de botar um ponto final nessa história. Mas, as coisas nao funcionam da maneira que ele esperava.

“Andy teve que fazer um filme sobre duas pessoas que se irritam, mas o público sabe que os dois têm que ficar juntos, diz Marmur. “Milo e Nicole são perfeitos um para o outro, mas não conseguem enxergar isso.. Assim, mesmo com toda a briga, eles têm que começar a se re-apaixonar. Andy conseguiu um ótimo resultado.

OS ATORES

“Sou um grande fã de Jennifer Aniston e de Gerry Butler. Já havia tentado fazer filmes com eles, diz Moritz sobre a ideia de colocar os dois juntos em um filme. “Quando surgiu a oportunidade, pensei que a combinação de Jennifer e Gerry seria genial”.

Tennant concorda que não basta colocar atores famosos. O importante é a química entre os atores. “Neste caso, Milo é meio machão e queríamos um ator que pudesse representar isso na tela. Gerry é um daqueles atores que também consegue fazer comédia. Jennifer Aniston, após 10 anos na série ‘Friends, tem um ritmo muito rápido. Ao mesmo tempo que ela formava uma boa dupla com Gerry, de certa maneira, ela o tirava do sério. Ver as cenas dos dois juntos era como assistir a uma boa partida de tênis”.

Mesmo que se tente descrever a química entre os dois, o que acontecia era mágico”, segundo Butler. Tínhamos uma boa química.

Gerry já participou de muitos filmes diferentes, mas o seu talento para a comédia está apenas começando a ser explorado”, diz Moritz. Parece que o filme foi feito para ele.

Aniston diz que o charme de Butler fez com que todos se sentissem muito à vontade durante o filme. “Gerry é muito engraçado. Isto é fantástico, porque o seu charme desarma as pessoas. Quando ele entra em cena, parece um ator escocês diante do qual todos ficariam um pouco intimidados, mas ele é uma ótima pessoa”.

“Adoro a interação entre Jennifer e Gerry, diz Moritz. “Eles brincam muito juntos e o relacionamento dos dois foi evoluindo durante as filmagens”.

“Jennifer Aniston é, sem dúvida, uma mulher linda, atraente, livre e independente, como a personagem do filme”, diz Moritz. “Queríamos alguém que tivesse a força e a vulnerabilidade que ela demonstra. Acho que ela conseguiu reunir as duas características nesse papel.

“Jen é inteligente, charmosa, sexy e poderosa – tudo o que uma repórter como Nicole precisa ter”, diz Butler.

Aniston diz, “Quando Nicole está atrás de uma matéria, parece mais um cão atrás de um osso. Ela esquece o resto – como ter que comparecer diante do juiz”. E também deixa de lado o relacionamento com Milo? “Acho que quando ela começou a crescer na carreira, o seu compromisso com o trabalho fez com que ela achasse que o casamento já estava garantido e deixou de prestar atenção ao marido.

No mundo frenético das recompensas e do jornalismo, as personagens de O Caçador de Recompensas precisavam ter o tom de humor e força que Milo e Nicole demonstram. Outro personagem que se envolveu com Nicole foi seu colega do Daily News, Stewart, cuja paixão por Nicole os faz entrar em muita confusão. Jason Sudeikis, do programa de televisão “Saturday Night Live”, foi escolhido para dar vida a Stewart.

Ele é louco por Nicole. Ela é a única mulher que existe e, na cabeça dele, ele é o homem da vida dela”, explica Sudeikis.

A equipe e os atores adoraram a espirituosidade que Sudeikis deu a Stewart, inclusive com o bigode, que dava um tom estranho ao seu personagem. “E o bigode é verdadeiro”, diz Sudeikis orgulhoso do adorno do seu personagem. “É verdadeiro mesmo”. Ele gosta muito do bigode, mesmo que o faça parecer um Kevin Kline dos pobres”.

“Jason foi realmente um achado. Ele trouxe um tom realmente humorístico ao filme”, elogia Moritz.



O personagem já era engraçado no roteiro. Mas, quando o ator é Jason Sudeikis, o humor é do outro mundo”, diz Butler. “Quando a gente roda uma cena com Jason, na qual é necessário apontar um revolver para ele, nunca se sabe o que ele vai fazer: se vai ter um ataque, se vai colocar o revolver na boca ou se vai atacar você. Não dá para saber o que ele vai fazer, mas, com certeza, será muito engraçado”.

Sudiekis também adorou trabalhar com Aniston e Butler. “Quando eles disseram que o meu personagem tinha uma queda pelo personagem de Jennifer, eu pensei, “Já venho me preparando para interpretar esse personagem há 15 anos. Vai ser super-fácil,’” ele brinca. “Mas, por estranho que pareça, eu também tive uma queda por Gerard Butler durante 15 anos, muito antes de ele ser conhecido”.

Outro personagem excêntrico é o da mãe de Nicole, Kitty Hurley, interpretada por Christine Baranski. Kitty é um atriz burlesca de Atlantic City que está mais preocupada em unir a filha com o ex-marido, do que prestar atenção nos problemas jurídicas da filha.

Tennant diz que a personagem de Christine Baranski explica bastante a de Nicole. “Quando lemos o roteiro, pensamos que se trata de uma jornalista do Daily News cuja vida deve ser bem certinha e, de repente, vemos que a mãe dela é cantora em Atlantic City,’” diz Tennant. “Aí a gente vê que se Nicole é filha dessa pessoa, ela deve ser, pelo menos um pouco, desequilibrada”.

Butler diz, “Christine Baranski é a minha sogra. É possível dar a impressão de sentir um ódio profundo por alguém, mas a verdade sobre os sentimentos aparece quando se conversa com uma pessoa de fora. E ninguém melhor neste caso, do que a sua própria sogra”.

A equipe fica completa com Jeff Garlin, que interpreta Sid, o atormentado chefe de Milo e Cathy Moriarty que interpreta Irene, a terrível bookmaker de Milo, de Atlantic City.

COLOCAR AÇÃO NUMA COMÉDIA

Apesar de O Caçador de Recompensas ter elementos românticos, os diretores sabiam o tipo de filme que queriam fazer – com elementos de ação que fossem tão fortes quanto a química romântica entre os atores.



Com Gerard Butler, ator veterano de filmes de ação, como ator principal, sem dúvida haveria muitas cenas de ação. Todos os que participam do filme ficavam nervosos quando o ator principal decide se jogar do alto de um prédio ou ouras coisas do estilo. Mas, Gerry fez isso”.



Butler diz que ficava batendo nas pessoas, subindo e descendo escadas a toda velocidade e se jogando dos prédios. “Acho que filmei umas 40 cenas me jogando de um prédio e caindo de cara no chão. Mas, fica incrível quando se vê o resultado na tela”.

Moritz tinha certeza de que Butler conseguiria fazer bem essas cenas, por causa da sua experiência anterior. “Gerry tinha tanta experiência por causa de filmes como 300 e adorava fazer as cenas em que tinha que dar (e receber) socos e pontapés”, explica Moritz.



O que mais surpreendeu foi que Aniston não ficava atrás. Anniston diz que nunca tinha feito um filme com tantas cenas de ação.

Há muitas cenas de ação neste filme, com carrinhos de golfe rolando ladeira abaixo, carros se chocando e pessoas subindo pelas paredes e Jennifer e Gerry queriam fazer tudo o que nós deixávamos ” diz Moritz. “Quando os próprios autores fazem as cenas de ação, o público acredita mais”.

Aniston recorda os desafios físicos, com ironia. “Fui jogada de um caminhão. Correi durante quilômetros com um par de Manolos com salto de 8 cm. Fiquei coberta com água suja de um lago. Passei por tiroteios, perseguições no trânsito e acidentes de carro. Foi muito interessante”, com a cara mais séria do mundo.

Sua personagem passava a maior parte do tempo com algemas e as cenas de ação eram numerosas. “Se fosse num carro, ela fica algemada à porta. “Se fosse num hotel, ela fica algemada na cama”, diz Butler. “Para conseguir escapar, ela chega a usar uma arma de choque. Eu corria atrás dela e tive que derrubar o requixó em que ela estava, para poder capturá-la. Houve uma cena em que ela teve que arrastar uma porta de carro agarrado ao pulso”.

O ponto alto de todas as cenas de ação foi a cena de abertura de um desfile de 4 de julho, na qual Milo está perseguindo um fugitivo fantasiado de Tio Sam. Em cima de pernas de pau. “Eu tive essa louca ideia de colocar o Tio Sam em cima de pernas de pau e Milo o perseguindo pelas ruas de Nova York”, diz Tennant a respeito dessa ambiciosa cena de aberta. “Foi uma sequência muito mais grandiosa do que eu tinha previsto”.

Eu pensei em chamar um dos integrantes do Cirque du Soleil, colocar as pernas de pau e pedir para ele correr”, explica Tennant sobre a seu plano original de como orquestrar a cena da perseguição do fugitivo vestido de Tio Sam. “Quando a gente pensa numa coisa dessas é muito engraçado quando está no papel e a gente esquece de como será filmar a cena”.

A produção exigiu semanas de preparação e três blocos com cabos de aço. Milo corre no meio de centenas de pessoas, se bate na banda do desfile, derruba cartazes, sobe e desce escadas a toda velocidade, sobe nos telhados e, é claro, se joga dos prédios.

A PRODUÇÃO

Da cidade de Nova York...

“Nova York é, sem dúvida, uma das estrelas do filme”, diz Moritz. “Mesmo com todos os problemas que causa uma filmagem na cidade, no fim o resultado vale a pena”.



O filme começa em Nova Jersey e Atlantic City sempre foi uma personagem”, diz a desenhista de produção Jane Musky, ao explicar o look do filme. “Mas, à medida que o filme ia tomando forma, Andy, Oliver Bokelberg e eu achamos que teríamos mais espaço se filmássemos uma parte em Nova York”.

Mas, para filmar O Caçador de Recompensas em Nova York exigiria descobrir pontos pouco conhecidos da cidade. “O pessoal das locações apresentou fotos de lugares que desconhecíamos, embora já conhecêssemos bem a cidade”, diz Moritz. “Filmamos no Queens, Brooklyn, West Village, Yonkers, Rockaway e Long Island. Acho que essas locações dão credibilidade ao filme.”.

Musky usou todas as locações de Nova York como parte do estilo de vida dos personagens: Sabíamos que queríamos que Nicole tivesse um ar de Manhattan, pois seria mais o estilo dela. Assim, como contraponto, colocamos Milo no Brooklyn. Assim, tivemos mais escolhas de estilo para todas as pessoas”.

Como Nicole não está em nenhuma das cenas na casa dela, foi importante que a casa de Nicole – com uma façada de ardósia – representasse bem a sua personagem. Musky decidiu mostrar a vontade que Nicole tem de ter uma vida organizada e, ao mesmo tempo, mostrar a fragilidade dela, por baixo da superfície.. “Nicole é muito conservadora e ela pensa que como ela tem uma bela casa, não precisa mais do marido.’ Ela é bastante formal. Outra razão para criar um look para o apartamento Nicole é aumentar o tom de comédia quando Milo decide destruí-lo.

Quando Musky começou a procurar um local no mundo em que Milo vivia, ela viu o bairro decadente onde ficam os escritos do caçador de recompensas Sid. “Wink Mordaunt e eu estávamos procurando lugares e de repente, vimos esse local. Primeiro, vimos o cartaz. ‘Fiança do Sid!’ Era o prédio mais engraçado do Queens. O local media 4m por 6m. Não era fácil filmar ali, estava em ruínas, com o telhado em péssimo estado”.



Encontrar uma locação com o nome do personagem no cartaz e a aparência correta foi uma oportunidade de ouro. Eles decidiram imediatamente usar o espaço, apesar da falta de espaço para a filmagem.

Depois de limpar a sala, conseguimos que o local ficasse do jeito que queríamos”, diz Musky.

Em geral, o design de produção dá dicas ao público: onde mora o personagem, se ele é organizado ou não e a maneira como ele se veste. Assim, em O Caçador de Recompensas a desenhista de produção aproveitou a oportunidade para mostrar a distância entre os mundos de Milo e Nicole. Mas, diz Musky, embora vivam em mundos opostos, eles não podiam ser tão diferentes que o público pensasse como é que eles conseguiram se apaixonar’ Tínhamos que encontrar o ponto certo. Para um designer, é interessante ir ao alto da escala para Nicole e ao mais baixo para Milo e, ao mesmo tempo, tentar encontrar um meio termo onde eles possam se encontrar para que a história faça sentido”.

até chegar a Atlantic City

O Caçador de Recompensas é realmente um road-movie”, diz Neal Moritz. “Passamos bastante tempo em um belo convertível azul que se torna, de certa forma, a casa dos dois personagens durante boa parte do filme”.

“Todos os dias estávamos num lugar diferente, diz Tennant.



Como grande parte das filmagens foi passada no carro, Moritz comentou como o próprio carro se tornou um personagem. “No fim do filme começamos a discutir para decidir com quem iria ficar o carro”, diz. “Infelizmente, o carro foi destruído, então não precisamos nos preocupar com que ficaria o carro”.

Musky ficou encarregado de encontrar o conversível clássico. Ele escolheu um ecológico Prius para Nicole e esperava encontrar um carro grande e pouco econômico para Milo. Com a ajuda de Robert Griffin, da parte de efeitos especiais, eles encontraram o modelo perfeito. “O carro que Bobby encontrou na Florida, pintado de azul-bebê, era perfeito. É possível imaginar Milo e Nicole naquele carro romântico, com o céu azul como pano de fundo”, diz Musky. “Apesar de não ter dado certo para eles, quando entraram no carro, eles pareciam ótimos. É romântico, mesmo que eles não se dêem conta.

A sequência central do filme acontece em Atlantic City e desde o início, os diretores queriam muito filmar na cidade. Embora o plano original fosse filmar em A.C. durante um ou dois dias, acabaram filmando durante uma semana. “Quando vi o filme pela primeira vez, durante a montagem, não acreditei o quanto do filme se passava em Atlantic City”, diz.

Na semana que tínhamos para filmar, rodamos em todos os lugares possíveis”, diz Tennant. “Acho que foi uma grande recompensa – e valeu a pena lutar para filmar na cidade”.

Da mesma forma que aconteceu ao encontrarem o lugar perfeito para filmar em Nova York o escritório de Fiança do Sid, o mesmo aconteceu em Atlantic City, onde deixaram que o acaso os guiasse. Andy foi a Atlantic City – não para procurar um lugar, mas apenas para dar uma olhada na cidade. Ele notou um cartaz estranho, com o nome Irene e uma seta apontado para uma loja de souvenir. Foi interessante, porque a bookmaker de Milo é Irene e ela trabalha na loja de souvenir”.

Então, filmamos no litoral de Atlantic City e utilizamos aquele cartaz da loja”. “Quando a conhecemos, sabemos tudo sobre ela. Ela adora os souvenirs que vende e a loja nunca atrapalhou os seus negócios como bookmaker. Ficava tudo no armazém da loja”.

Embora a personalidade de Irene fosse dura e os negócios dela fossem perigosos, o ambiente ridículo, inspirado por uma loja real de Atlantic City provocou mais comédia do que se pretendia no início. “Acabou sendo muito engraçado, porque a atriz era ótima e o momento era propício”, comenta Musky. “Ela é durona, mas, ainda assim, é uma momento leve do filme”.

A EQUIPE

JENNIFER ANISTON (Nicole Hurley) nasceu em Sherman Oaks, na Califórnia e cresceu em Nova York. Desde cedo, Jennifer tinha contato com o mundo do entretenimento, graças ao seu pai, John Aniston, ator de "Days of Our Lives" e do seu padrinho, Telly Savalas.

Ano passado, Aniston estreou o filme HE’S JUST NOT THAT INTO YOU e a comédia romântica LOVE HAPPENS com Aaron Eckhart. Ano passado, Aniston estreou a adaptação cinematográfica do libro Marley & Eu, de John Grogan, com Owen Wilson. Ela também trabalhou recentemente com Steve Zahn na comédia romântica MANAGEMENT. Há pouco, ela participou de The Baster, da Miramax, com Jason Bateman.

Aniston completou a 10ª e última temporada da série “Friends”, com Courteney Cox-Arquette, Matt LeBlanc, Matthew Perry, David Schwimmer e Lisa Kudrow, na NBC. O seu trabalho como Rachel Green deu a ela cinco indicações ao Emmy®, duas indicações ao Screen Actors Guild Award e duas indicações ao Globo de Ouro. Além de receber quatro prêmios People's Choice Awards, Aniston ganhou o seu primeiro Emmy® em 2002, como Melhor Atriz de Comédia e também o seu primeiro Globo de Ouro em 2003 por Melhor Performance de Comédia.

Além do sucesso estrondoso na televisão, Aniston continuou a participar de vários filmes para o cinema. Ela foi vista na comédia romântica Separados pelo Casamento (The Break-Up) com Vince Vaughn. E estrelou Amigas com Dinheiro (Friends With Money), que marcou o seu retorno às telas. Tanto o seu desempenho como o filme foram aclamados pela crítica. Além disso, Aniston estrelou no filme de Rob Reiner Dizem por Aí... (Rumor Has It) e no suspense Fora de Rumo (Derailed), com Clive Owen.

Aniston trabalhou com Ben Stiller no filme Quero Ficar com Polly (Along Came Polly), da Universal. Ela também trabalhou com Jim Carrey e Morgan Freeman no sucesso Todo Poderoso (Bruce Almighty).

Ela também estrelou o terceiro filme de Miguel Arteta aclamado pela crítica, Por um Sentido na Vida (The Good Girl), com Jake Gyllenhaal, John C. Reilly e Zooey Deschanel, pelo qual ela foi indicada ao prêmio Independent Spirit Award. O filme foi lançado no festival de Festival de Sundance em 2002 e foi lançado pela Fox Searchlight.

Entre seus trabalhos anteriores, podemos citar: Rock Star, com Mark Wahlberg, dirigido por Stephen Herek; Nosso Tipo de Mulher (She’s The One) com Ed Burns e Cameron Diaz; Paixão de Ocasião (Picture Perfect) com Kevin Bacon e Olympia Dukakis, dirigido por Glenn Gordon Caron; ‘Til There Was You, com Jeanne Tripplehorn, Sarah Jessica Parker e Dylan McDermott e o filme aclamado pela crítica The Object of My Affection, com Paul Rudd. Entre seus outros filmes, podemos citar: Office Space e Dreams for an Insomniac.

Em 2006, também estreou como diretora, no curta Room 10, como parte de uma série de curtas premiados, Glamour Reel Moments.

Aniston, descendentes de gregos, passou um ano da sua infância na Grécia com a família, mas voltou para Nova York quando seu pai conseguiu um papel na série "Love of Life." Aos 11 anos, ela passou a ter contato com o mundo das artes, quando começou a fazer teatro na Escola Rudolf Steiner. Segundo Aniston: "Eu estava fascinada com o teatro e a experiência na escola Rudolf Steiner me incentivou a pensar na possibilidade de ter uma carreira como atriz. Steiner era uma escola liberal, que incentivava a criatividade e o individualismo." A experiência que Jennifer tebe na Escola Rudolf Steiner também a ajudou a desenvolver uma paixão pelas artes. Aos 11 anos, uma das suas telas foi escolhida para fazer parte de uma exposição no Metropolitan Museum of Art de Nova York.

Ela começou sua formação profissional como aluna de teatro na Escola Secundária de Artes Dramáticas de Nova York. Após se formar em 1987, Aniston consegui alguns papéis no circuito Off-Broadway, como, por exemplo, “For Dear Life” no Public Theater de Nova York e “Dancing on Checker’s Grave”. Em 1989, ela conseguiu o seu primeiro papel na televisão, com um papel na série “Molloy”. Outros trabalhos de Jennifer na televisão: várias séries, como “The Edge”, “Ferris Bueller”, um papel constante na série “Herman’s Head” e participações especiaisnas séries “Quantum Leap” e “Burke’s Law”.



Gerard Butler (Milo Boyd) ficou conhecido em Hollywood em 2007 como Leônidas, o rei de Esparta, no sucesso de Zack Snyder 300. O filme estourou no cinema na primeira semana e rendeu mais de US$ 450 milhões no mundo inteiro. O projeto solidificou a carreira de Butler como ator principal.

No ano passado, Butler estrelou a comédia romântica The Ugly Truth com Katherine Heigl. Ele também participou de filmes de suspense, como Law Abiding Citizen (produzido por ele ) e Gamer. Butler também emprestou sua voz para o filme de animação da DreamWorks Animation, How to Train Your Dragon. Entre seus próximos projetos, podemos citar o primeiro filme dirigido por Ralph Fiennes Coriolanus, uma adaptação da peça de Shakespeare e em Machine Gun Preacher do diretor Marc Forster.

Entre os outros papeis recentes de Butler, podemos citar: RocknRolla, de Guy Ritchie, no qual ele interpretava um criminoso, ao lado de Thandie Newton. Ele também trabalhou no filme de aventura infantil, Nim’s Island com Jodie Foster e Abigail Breslin. Em dezembro de 2007, Butler estrelou a comédia romântica P.S. I Love You com Hilary Swank. 

Em 2004, Butler ganhou o papel principal do filme O Fantasma da Ópera, na versão cinmetográfica do musical de Lloyd Webber. Ele foi aclamado pela crítica pelo seu papel com Emily Mortimer no filme independente Dear Frankie, lançado no Festival de Cannes de 2004. Ele também participou de Beowulf & Grendel, The Game of Their Lives, Timeline, Lara Croft Tomb Raider: The Cradle of Life e Reign of Fire.

Em 1997, Butler trabahou pela primeira vez no cinema, no premiado Her Majesty, Mrs. Brown, com Judi Dench. Outros filmes em que trabalhou, incluem: Fast Food, One More Kiss, Harrison’s Flowers e a adaptação para o cinema da peça de Chekhov, The Cherry Orchard, em 1999.

Nascido na Escócia, Butler fez sua estreia no musical “Oliver”, no famoso teatro Kings Theatre, em Glasgow. Ele deixou a carreira de lado e trabalhou como advogado durante sete anos, antes de voltar aos palcos de Londres. Em 1996, ele obteve o papel principal na aclamada peça “Trainspotting”. Depois, ele participou de várias peças nos teatros de Londres, como: “Snatch” e a produção de Donmar Warehouse da peça de Tennessee Williams, Suddenly Last Summer”, com Rachel Weisz.

Uma das atrizes mais celebradas da indústria cinematográfica, Christine Baranski (Kitty Hurley) obteve reconhecimento em todos os meios em que trabalhou e já recebeu inúmeros prêmios, como o Emmy, o American Comedy Award, dois prêmios Tony e três prêmios Screen Actors Guild.

Nascida em Buffallo, Baranski estudou na Juilliard School. Após se formar, ela começou a trabalhar em produções regionais e for a do circuito da Broadway. Ele obteve seu primeiro papel importante na Broadway, na comédia de sucesso de Tom Stoppard “The Real Thing”, dirigida por Mike Nichols, pelo qual ela recebeu um prêmio Tony Award e o Drama Desk Award.

Baranski ganhou o segundo Tony pelo seu papel em “Rumors” de Neil Simon e um segundo prêmio Drama Desk por “Lips Together Teeth Apart”, em um papel que foi escrito especialmente para ela, por Terrance McNally. Ela também participou de “Hurlyburly”, “The House of Blue Leaves”, “Promises, Promises” e “The Loman Family Picnic”. Baranski foi aclamada pela crítica por seu papel como Mrs. Lovett na produção de “Sweeney Todd” no Kennedy Center e por “Mame”. Além disso, ela trabalhou na produção da MTC “Regrets Only” e na produção de “Follies”, da produtora Encores! REcentemente, ela foi vista na peça de sucesso “Boeing Boeing”.

Pelo seu trabalhou no sucesso da CBS “Cybill”, Baranski recebeu um Emmy, um prêmio American Comedy Award como Melhor Atriz Coadjuvante de Comédia e o prêmio da Screen Actors Guild Award como Atriz Principal de Comédia. Ela também recebeu três indicações Emmy e duas para o Globo de Ouro, por seu desempenho na série. Ela também fez uma participação como atriz convidada de “Frasier”, pela qual ela recebeu a quinta indicação ao Emmy e uma indicação pela participação especial na série “The Big Bang Theory”. Ela também estrelou as séries “Happy Family” e “Welcome to Nova York” e três telefimes: "Eloise at the Plaza”, "Eloise at Christmastime” e no filme da Lifetime, “Recipe for a Perfect Christmas”.

Entre seus créditos no cinema, podemos citar o filme premiado com o Oscar® de Melhor Filme, Mamma Mia!; Chicago; O Grinch (How the Grinch Stole Christmas) Bowfinger; Bulworth; Segundas Intenções (Cruel Intentions); The Birdcage; O Reverso da Fortuna (Reversal of Fortune); Perigosamente Juntos (Legal Eagles); The Ref; Addams Family Values; Welcome to Mooseport; The Guru; 9½ Semanas de Amor (9½ Weeks); Jeffrey, filme baseado na aclamada peça Off-Broadway, de Paul Rudnick; Bonneville; e Relative Strangers.

Atualmente, ela pode ser vista na série da CBS “The Good Wife”, que acaba de assinar um contrato para a segunda temporada.



JASON SUDEIKIS (Stewart) está atualmente na quinta temporada do aclamado “Saturday Night Live”, da NBC, conquistando o público com o seu personagem egoista e hilário em “The Two A-Holes” (com Kristen Wiig) e o personagem do ladrão Ed Mahoney, além das personificações de Rod Blagojevich, od vice-presidente Joe Biden e de Taylor Hicks, ganhador do “American Idol”.

No cinema, ele poderá ser visto no filme da Warner Bros. Going the Distance com Drew Barrymore e Justin Long nos papéis principais e no filme independente A Good Old Fashioned Orgy.

Entre seus outros créditos, podemos citar What Happens em Vegas, The Rocker, Semi-Pro, Watching the Detectives, Bill e The Ten. Sua voz pode ser ouvida em dois papéis do “The Cleveland Show”, da Fox.

Sudeikis também foi aclamado pela crítica pela sua participação em múltiplos episódios do premiado com o Emmy “30 Rock”, da NBC. Ele também é convidado constante do “Late Night With Conan O’Brien”, da NBC. Ele já foi aclamado como ator promissor pela Vanity Fair fez parte da lista da Entertainment Weekly por “The Two A-Holes”.

Em 2003, enquanto trabalhava no show Second City - Las Vegas, Sudeikis foi incentivado por seu tio George Wendt (“Cheers”) a enviar uma fita aos produtores de “Saturday Night Live”. Antes de se contratado pelo programa, Sudeikis participou como roteirista. Dois anos mais tarde, ele passou para a frente das câmeras e permanece lá desde então.

OS REALIZADORES

ANDY TENNANT (Diretor) dirigiu a aventura romântica Um Amor de Tesouro (Fool’s Gold), com Matthew McConaughey e Kate Hudson nos papéis principais e, antes disso, e no sucesso mundial Hitch - Conselheiro Amoroso (Hitch), com Will Smith. Antes disso, ele dirigiu a comédia romântica Doce Lar (Sweet Home Alabama) com Reese Witherspoon, no papel principal. Tennant também escreveu e dirigiu a aventura romântica Para Sempre Cinderela (Ever After) com Drew Barrymore, Dougray Scott e Angelica Huston. Em 1999, Tennant dirigiu Jodie Foster e Chow Yun-Fat em Anna e o Rei (Anna and the King), que recebeu duas indicações ao Oscar® .

 

Natural de Chicago, Tennant estudou teatro com John Houseman na University of Southern California. Para a televisão ele dirigiu sucessos como “The Wonder Years”, “Parker Lewis Can’t Loose” e “The Adventures of Brisco County, Jr”. Ele dirigiu pela primeira vez para o cinema o filme As Namoradas do Papai (It Takes Two) e depois Matthew Perry e Salma Hayek em E Agora Meu Amor? (Fools Rush Em).



 

Tennant tem vários projetos em andamento na sua empresa Filme Buff Productions.

Formada pela Brown University e ex-integrante de uma banda de rock, SARAH THORP (autora) tem um sólido currículo tanto no cinema como na televisão. Ela já escreveu projetos para o cinema para vários estúdios, incluindo a Universal, MTV, Paramount e Warner Bros. Seu roteiro original A Marca (Blackout) (também conhecido como Twisted) foi produzido pela Paramount, com Ashley Judd, Samuel L. Jackson e Andy Garcia nos papéis principais. Thorp também escreveu e dirigiu o filme Resgate do Passado (See Jane Run) e escreveu e produziu o filme Cornelius, ambos ganhadores de prêmios no circuito de filmes independentes. Na televisão, seu trabalho mais recente foi como produtora em “Hawthorne”, da TNT, com Jada Pinkett Smith no papel principal. Ela também fez vários projetos para a FOX, TNT e UPN, incluindo o piloto “Crazy” para Spelling, com Lara Flynn Boyle no papel principal. Atualmente, Thorp está finalizando um projeto de DJ para o produtor Bobby Newmeyer (Dia de Treinamento (Training Day)), Intermedia e MTV Filmes.

NEAL H. MORITZ (Produtor) é um dos mais prolíficos produtores a trabalhar em Hollywood atualmente, com uma ampla gama de projetos para o cinema e a televisão. Fundador da Original Filme, uma produtora para o cinema e a televisão, Moritz recentemente produziu Velozes e Furiosos (Fast and Furious), o quarto filme da série, que reuniu o elenco original de 2001. O filme faturou $70,1 milhões nos Estados Unidos na semana de estréia, sendo o segundo maior faturamento nos três primeiros dias de estreia da Universal Pictures. Outros lançamentos recentes incluem O Melhor Amigo da Noive (Made of Honor), comédia romântica com Patrick Dempsey e Michelle Monaghan, a refilmagem de A Morte Convida para Dançar (Prom Night) e o suspense Ponto de Vista (Vantage Point), com Dennis Quaid, William Hurt, Matthew Fox e Forest Whitaker, nos papéis principais.

Recentemente, Moritz fechou contrato com três próximos filmes a serem lançados em breve: The Green Hornet, com Seth Rogen, Jay Chou e Cameron Diaz, dirigido por Michel Gondry; Battle: Los Angeles, com Aaron Eckhart, dirigido por Jonathan Liebesman; e Jack the Giant Killler, dirigido por DJ Caruso.

Em 2007, Moritz lançou o grande sucesso Eu Sou a Lenda (I Am Legend) com Will Smith e A Volta do Todo-Poderoso (Evan Almighty), com Steve Carrell e Morgan Freeman nos papéis principais. Entre seus outros créditos, podemos citar: Click (Click), com Adam Sandler, A Gangue está em Campo (Gridiron Gang), com Dwayne ‘The Rock,’ Johnson e o filme de ação Velozes e Furiosos – Desafio em Tóquio (Fast and Furious: Tokyo Drift). Na televisão, ele é Produtor executivo da aclamada série dramática “Prison Break”.

Após fundar a empresa Original Filme em 1997, o primeiro filme autofinanciado foi o sucesso Segundas Intenções (Cruel Intentions), uma refilmagem moderna do clássico, Ligações Perigosas (Dangerous Liaisons), com Reese Witherspoon, Sarah Michelle Gellar e Ryan Phillippe. Este filme dramático para adolescentes faturou mais de US$ 75 milhões em 1999 e é considerado um clássico entre os jovens daquela época.

Depois, Moritz produziu Sociedade Secreta (The Skulls), uma das cinco parcerias com o diretor Rob Cohen. Os dois também trabalharam em sucessos como Velozes e Furiosos (The Fast e the Furious) e Triplo X (xXx), ambos com Vin Diesel; Ameaça Invisível (Stealth), com Jamie Foxx e Jessica Biel; e o filme para a HBO “The Rat Pack”, que recebeu 11 indicações para o Emmy.

Com 33 filmes produzidos, entre os sucessos de Moritz podemos citar: a comédia romântica Doce Lar (Sweet Home Alabama), com Reese Witherspoon e Patrick Dempsey nos papéis principais, a série Velozes e Furiosos (Fast and Furious) e S.W.A.T., com Samuel L. Jackson e Colin Farrell. Confortável em qualquer gênero, da comédia ao filme de terror, ação, ou drama, Moritz também é responsável pelo famoso Eu Sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado (I Know What You Did Last Summer), Lenda Urbana (Urban Legend) e Triplo X (xXx), todos com continuações de sucesso.

Outros filmes produzidos por Moritz: o suspense Por um Triz (Out of Time), com Denzel Washington, Mulher Infernal (Saving Silverman) com Jack Black, Fúria em Duas Rodas (Torque), um filme de ação com Ice Cube, Um Tira Muito Suspeito (Blue Streak) com Martin Lawrence e Volcano - A Fúria (Volcano). Moritz produziu vários filmes de adolescentes, entre eles a comédia Mentiras e Trapaças (Slackers), com Jason Schwartzman, A Casa de Vidro (The Glass House) e Não é Mais um Besteirol Americano (Not Another Teen Movie), uma paródia do gênero dos filmes para adolescentes que ele mesmo ajudou a criar. O primeiro sucesso que ele produziu para o cinema foi Juice (Juice), com Omar Epps e o falecido Tupac Shakur, em 1992.

Formado em economia na UCLA, Mortiz fez pós-graduação em Produção de Cinema de Peter Stark, da University of Southern California.



WINK MORDAUNT (Produtora executiva) continua sua parceria com Andy Tennant, com quem ela já trabalhara na Film Buff Productions. O primeiro trabalho de Mordaunt com Tennant foi em Para Sempre Cinderela (Ever After) e continuou a sua parceria com ele como co-produtora de Anna e o Rei (Anna and the King). Mordaunt também foi produtora executiva da comédia dirigida por Tennant Doce Lar (Sweet Home Alabama), com Reese Witherspoon; Hitch - Conselheiro Amoroso (Hitch), com Will Smith; e Um Amor de Tesouro (Fool’s Gold), com Matthew McConaughey e Kate Hudson.

Mordaunt começou sua carreira na Inglaterra, trabalhando em filmes como Coração Valente (Braveheart), Asas do Amor (Wings of the Dove) e De Caso com o Acaso (Sliding Doors). Seu conhecimento da área de produção foi posta à prova em várias locações, como Malásia, França, Tailândia, China, Irlanda, Escócia e Estados Unidos.

 

Mordaunt é formada pela Universidade de Edinburgo, com mestrado em economia.



ORI MARMUR (Produtor executivo) é diretor executivo da Original Filme, produtora de cinema e televisão, com direito de primeira escolha na Sony Pictures. Atualmente, Masmur está produzindo o filme A Batalha de Los Angeles (Battle: Los Angeles), com Aaron Eckhart e The Green Hornet, com Seth Rogen, dirigido por Michel Gondry. Entre seus outros projetos em desenvolvimento, podemos citar a adaptação do aclamado romance gráfico Preacher, que será dirigido por Sam Mendes, a comédia Hench, com Danny McBride, a aventura Jack The Giant Killer, a ser dirigida por DJ Caruso, a comédia A Complete History of My Sexual Failures, que será dirigida por Jay Roach e a refilmagem de Fuga de Nova York (Escape From NY).

Antes de trabalhar na Original Filme, Marmur foi vice-presidente executivo da Mandalay Pictures, onde cuidou do desenvolvimento e produção de vários filmes, entre os quais: Donnie Brasco (Donnie Brasco), A Cartada Final (The Score), A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça (Sleepy Hollow), Sete Anos no Tibet (Seven Years in Tibet), Mergulho Radical (Into The Blue) e Camisa de Força (The Jacket).

Antes de trabalhar na Mandalay, Marmur trabalhou na CAA com o falecido Jay Maloney e antes na ICM, na Columbia Pictures e na InterTalent.

ROBYN MEISINGER (Produtora executiva) começou sua carreira na TriStar Pictures antes de ir trabalhar na Barry Mendel Productions [Três é Demais (Rushmore), O Sexto Sentido (The Sixth Sense)] em 1996 como gerente executiva de desenvolvimento. Dois anos depois, Meisinger deixou Mendel para se dedicar inteiramente à produção. Meisinger passou a trabalhar com a Kustom Entertainment em setembro de 2002, após trabalhar nos três anos anteriores como gerente literária e produtora na Radmin Company. Em 2006 a Kustom Entertainment foi reestruturada e Meisinger foi promovida vice-presidente da Madhouse Entertainment.

Meisinger produziu inúmeros filmes durante a sua carreira. Entre seus principais filmes, podemos citar: “Call Me Fitz”, uma série humorística com Jason Priestly para a HBO Canada; Town Creek, um filme de terror dirigido por Joel Schumacher, financiado pela Gold Circle e lançado pela Lionsgate no ano passado; “Christmas Do-Over”, uma comédia com Jay Mohr para a ABC Family; Marcas do Passado (First Snow), um suspense dramático com Guy Pearce e Piper Perabo escrito por Mark Fergus & Hawk Ostby e distribuído por Yari Filme Group; Twisted, a suspense também escrito pela roteirista de O Caçador de Recompensas Sarah Thorp, com Ashley Judd, Samuel L. Jackson e Andy Garcia para a Paramount; e Resgate do Passado (See Jane Run), um premiado filme independente com Clea DuValla e Kevin Corrigan, escrito e dirigido por Thorp.

Meisinger também irá produzir The Ditch com a Overbrook Entertainment de Will Smith e a Warner Bros. e Prisoners, um filme de suspense em pré-produção. Além disso, Meisinger têm vários projetos para o cinema e a televisão que estão sendo desenvolvidos em vários estúdios de grande porte e ainda administra uma rede de jovens roteiristas.

Meisinger mora em Hollywood, CA com a sua filhe de oito anos, Olivia.



DONALD J. LEE, JR. (Produtor executivo) nasceu e foi criado em Pittsburgh. Ele estudou na Cornell University e, depois de se formar, se mudou para Nova York, onde começou a trabalhar como assistente de produção de filmes como Perigosamente Juntos (Legal Eagles), Wall Street - Poder e Cobiça (Wall Street) e Perigo na Noite (Someone to Watch Over Me).

Lee foi produtor associado de Gloria, com Sharon Stone e co-produtor de Vanilla Sky, dirigido por Cameron Crowe, com Tom Cruise no papel principal. Ele também trabalhou como produtor executivo de The Perfect Score, Tudo Acontece em Elizabethtown (Elizabethtown), As Torres Gêmeas (World Trade Center) e O Guro do Amor (The Love Guru).

Ele trabalhou em produção executiva com Nora Ephron que inclui Sintonia do Amor (Sleepless in Seattle), no qual foi segundo diretor assistente. Desde então, Lee foi produtor associado em Michael - Anjo e Sedutor (Michael), co-produtor de Mensagem para Você (You’ve Got Mail) e Bilhete Premiado (Lucky Numbers), e, mais recentemente, produtor executivo de Julie & Julia.

Ryan Kavanaugh (Produtor executivo) não é apenas um produtor de sucesso, sendo também um renomado especialista em financiamento de filmes, por meio da sua empresa Relativity Media, LLC (Relativity). Relativity é uma empresa de mídia e entretenimento que cria, financia e distribui conteúdo de alta qualidade para várias mídias e estabelece parcerias estratégicas e com empresas ligadas ao entretenimento que buscam bons investimentos.

Kavanaugh criou estruturas administrativas e financeiras para vários estúdios, produtoas e produtores, injetando mais de $10 bilhões em capital para essas estruturas. Entre seus parceiros de negócios podemos citar: Sony, Universal, Warner Bros., Marvel e muitos outros.

Kavanaugh adotou a filantropia com o mesmo vigor com que trabalha na indústria do entretenimento. Ele participa ativamente em mais de 25 instituições de caridade, incluindo Jewish Big Brothers Big Sisters, Firstar, Best Buddies, Habitat for Humanity e atualmente é presidente do Conselho da Art of Elysium.

Como produtor, Ryan Kavanaugh a linha pessoal de produção inclui: War of Gods, de Tarsem Singh, um filme épico na mesma linha que 300 e The Fighter, de David O. Russell, com Mark Wahlberg e Christian Bale. 

Entre os recentes filmes de Kavanaugh podemos citar: Mamma Mia (Mamma Mia) e Um Homem Sério (A Serious Man), da Universal; Entre Irmãos (Brothers) e Os Indomáveis (3:10 to Yuma) da Lionsgate; Nine da Weinstein Company; Querido John (Dear John) de Screen Gems; e para a Rogue Pictures, A Última Casa (Last House on the Left), A Alma Perdida (The Unborn) e Os Estranhos (Strangers).

Em 2009, Kavanaugh recebeu o prêmio Produtor do Ano de Hollywood, na 13ª Annual Hollywood Awards Gala e a revista Daily Variety publicou recentemente uma edição especial sobre Kavanaugh, como o Produtor de Um Bilhão de Dólares.



OLIVER BOKELBERG (Diretor de Fotografia) está completando a sua segunda colaboração com o diretor Andy Tennant com seu trabalho em O Caçador de Recompensas. A experiência de Oliver inclui filmes aclamados, como O Agente da Estação (The Station Agent) dirigido por Tom McCarthy. O filme recebeu o prêmio do Público no Festival de Sundance de 2003 e Bokelberg filmou outros favoritos do festival de Sundance, como Loggerheads, dirigido por Tim Kirkman, Strangers Com Candy, com Amy Sedaris, Stephen Colbert e Mathew Broderick nos papéis principais e Dark Matter, com Meryl Streep, antes de voltar a trabalhar com o diretor Tom McCarthy no longa metragem O Visitante (The Visitor). Em 2008, O Visitante (The Visitor) foi lançado pela Overture Filmes após uma venda disputada durante o Festival de Cinema de Toronto, de 2007.

Recentemente, Bokelberg foi indicado para o prêmio ASC pelo seu trabalho na série da NBC “My Own Worst Enemy” com Christian Slater. Esta é a segunda indicação de Bokelberg ao prêmio ACS. Bokelberg já havia sido indicado ao prêmio ASC pelo seu trabalho no piloto da série da NBC ““Raines” em 2008.



JANE MUSKY (Desenhista de Produção) tem uma longa e aclamada carreira em design de produção em grandes produções de Hollywood, além de trabalhos para a televisão, curtas-metragens e comerciais. Recentemente, Musky trabalhou em 13 para a Paramount Vantage, O Sexo Forte (The Women) dirigido por Diane English, Letra e Música (Music and Lyrics) com Hugh Grant e Drew Barrymore, com direção de Marc Lawrence e outro filme de Andy Tennant, Hitch - Conselheiro Amoroso (Hitch), com Will Smith.

Sua experiência anterior, além do piloto de “Cashmere Mafia” para a ABC, inclui títulos de sucesso, como O Sorriso de Mona Lisa (Mona Lisa Smile), Encontro de Amor (Maid em Manhattan), Encontrando Forrester (Finding Forrester) e Harry e Sally – Feitos um para o Outro (When Harry Met Sally) todos para a Columbia Pictures. Entre seus outros filmes de sucesso, podemos citar A Razão do Meu Afeto (The Object of My Affection) com Jennifer Aniston e Paul Rudd, Ghost (Ghost) com Demi Moore e Patrick Swayze e Os Jovens Pistoleiros (Young Guns), dirigido por Christopher Cain e com Emilio Estevez e Kiefer Sutherland nos papéis principais. Musky também tem trabalhado com os irmãos Coen, nos filmes cult Gosto de Sangue (Blood Simple) e Arizona Nunca Mais (Raising Arizona).



TROY TAKAKI, A.C.E. (Montagem) foi para Los Angeles em 1990 para iniciar a carreira de cineasta, após se forma com honras na Faculdade de Cinema da Universidade de San Francisco. Ele começou a trabalhar na televisão, nas séries “Desperate Housewives”, “Ally McBeal”, “Tales from the Crypt” e “SeaQuest DSV”.

Em seguida, ele passou a trabalhar no cinema, com Sweet Underground, no Festival de Cinema Independente de Los Angeles e The Pornographer, no Festival de Sundance Filme. Desde então, Takaki fez a montagem dos seguintes filmes: Hitch - Conselheiro Amoroso (Hitch), Minha Mãe quer que eu Case (Because I Said So), Virada Radical (Stick It), Doce Lar (Sweet Home Alabama), Um Crime Entre Amigas (Jawbreaker), Um Amor de Tesouro (Um Amor de Tesouro (Fool’s Gold)) e Recém-Chegada (New em Town).

Em 1998, a revista The Hollywood Reporter afirmou que Takaki era um “Talento Promissor”. Em 2000, ele foi convidado a se tornar membro da prestigiosa A.C.E. (American Cinema Editors, uma sociedade honorária de montadores de cinema, fundada em 1950).

Takaki continuou a trabalhar para o cinema independente e no munco do cinema comercial com o filme lançado no Festival de Sundance Filme em 2004 Um Ponto Zero (One Point O); Gritos de Revolta (Drum), também no Festival Sundance de 2005, com Taye Diggs no papel principal; e Maiores de 18 (This Girl’s Life), com James Woods e Rosario Dawson.



SOPHIE de RAKOFF (Figurinista) nasceu e foi criada na região central de Londres. Ele foi morar em Nova York em 1980, onde ele dividiu seu tempo na revista Paper e no Nell's Nightclub. Após se mudar para Los Angeles, ela continuou na Paper como editora e também escreveu para várias outras revistas, entre elas, Vogue britânica, Dazed e Confused, Detour, Details e Vibe. Em meados de 1990, ela passou a trabalhar como estilista no mundo da música em vídeo.

Em 1999, de Rakoff fez os figurinos do seu primeiro filme para o cinema, 30 Quadros por Segundo (Speed of Life). Em 2001, ela fez os figurinos de Legalmente Loira (Legally Blonde), que marcou o início da sua colaboração com Reese Witherspoon. Entre os outros créditos de De Rakoff, podemos citar: Legalmente Loira 2 (Legally Blonde 2: Red, White and Blonde), Doce Lar (Sweet Home Alabama), Dança Comigo?( Shall We Dance?), Em Seu Lugar (Em Her Shoes) e Amor em Jogo (Fever Pitch), e, mais recentemente, Surpresas do Amor (Four Christmases).

De Rakoff foi indicada duas vezes pelo Costume Designers Guild por Excelência em Filme Contemporâneo e, em 2005, foi homenageada pela revista Premiere e AMC como Women em Hollywood daquele ano. Seu trabalho em Legalmente Loira (Legally Blonde) foi mostrado no livro "Dressed: A Century of Hollywood Costume Design”, de Deborah Nadoolman Landis; e seu trabalho na continuação do filme foi incluído na exposição "50 Designers, 50 Costumes”, da Academy of Motion Picture Arts and Sciences, exibida no mundo inteiro.

GEORGE FENTON (Compositor) está na sua sexta colaboração com Andy Tennant e já compôs a trilha sonora dos seguintes filmes do diretor: Um Amor de Tesouro (Fool’s Gold), Hitch - Conselheiro Amoroso (Hitch), Doce Lar (Sweet Home Alabama), Anna e o Rei (Anna and the King) e Para Sempre Cinderela (Para Sempre Cinderela (Ever After)).

Fenton recebeu várias indicações ao Oscar® ®: Melhor Trilha Sonora Original por O Pescador de Ilusões (The Fisher King), Ligações Perigosas (Dangerous Liaisons) e Gandhi (Gandhi) e foi duplamente indicado para Trilha Sonora Original e Música Original, por Um Grito de Liberdade (Cry Freedom). Fenton já foi indicado 15 vezes ao Prêmio BAFTA por seu trabalho no cinema e na televisão e recebeu o prêmio 3 vezes por suas trilhas sonoras para a televisão, incluindo os documentários da BBC/Discovery “Planet Earth” em 2006 e “The Blue Planet” em 2001. Ele também recebeu um prêmio Emmy por cada uma dessas trilhas sonoras. Fenton também ganhou quatro vezes o prêmio BMI Filme Music, pelo seu trabalho em Hitch - Conselheiro Amoroso (Hitch), Doce Lar (Sweet Home Alabama), Mensagem para Você (You’ve Got Mail) e Feitiço do Tempo (Groundhog Day). Ele foi indicado ao Golden Globe pela trilha sonora de Um Grito de Liberdade (Cry Freedom) e foi duplamente indicado, na categoria Trilha Sonora Original e Música Original por Anna e o Rei (Anna and the King). Suas trilhas para Um Grito de Liberdade (Cry Freedom) e Gandhi (Gandhi) foram indicadas também para o Grammy. Em 2007, ele foi premiado pela Academia Britânica de Compositores e Autores.

Entre os outros créditos de Fenton, podemos citar As Loucuras do Rei George (The Madness of King George), Terra das Sombras (Shadowlands), A Bela do Palco (Stage Beauty), A Henderson Apresenta (Mrs. Henderson Presents) e Fazendo História (The History Boys). Ele também compôs a trilha sonora de muitos filmes do diretor Ken Loach, entre eles, Terra e Liberdade (Land and Freedom), Meu Nome é Joe (My Name is Joe) e o recente Ventos da Liberdade (The Wind That Shakes the Barley).

A trilha sonora composta por Fenton Deep Blue e Earth, adaptações para o cinema dos documentários da BBC/Discovery , foram tocados pela Filarmônica de Berlim – pela primeira, a famosa orquestra gravou uma trilha sonora. Fenton, que mora em Londres, fez apresentações do seu concerto “Blue Planet Live” com algumas das maiores orquestras do mundo e fez uma turnê em abril de 2008.



"Oscar® ®" e "Oscar® ®" são marcas registradas da Academy of Motion Picture Arts e Sciences.







©livred.info 2019
enviar mensagem

    Página principal