Colégio estadual desembargador antonio f. F. Da costa ensino fundamental, MÉdio, normal e profissional autorização de Funcionamento do Estabelecimento: dec. 111/67 – doe. 07/05/67 Reconhecimento do Estabelecimento: res



Baixar 42,3 Kb.
Encontro29.05.2017
Tamanho42,3 Kb.



COLÉGIO ESTADUAL DESEMBARGADOR ANTONIO F. F. DA COSTA

ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO, NORMAL E PROFISSIONAL

Autorização de Funcionamento do Estabelecimento: DEC. 4.111/67 – DOE. 07/05/67

Reconhecimento do Estabelecimento: RES. 3.391/83 – DOE. 03/10/83

Rua Rio Grande do Sul, 125 – Centro – Guaraniaçu - Paraná

Fone/Fax (0xx45) 3232 1272 - CEP 85.400-000



CURSO DE FORMAÇÃO DE DOCENTES

DISCIPLINA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE EDUCAÇÃO FÍSICA



  1. APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

A importância da Educação Física na sociedade já é amplamente divulgada num conceito genérico benéfica para o ser humano. A Educação Física escolar é o meio mais efetivo de promover nas crianças, seja qualquer capacidade, sexo, idade, cultura, raça ou etnia, religião ou nível social, com habilidades, atitudes, valores e conhecimentos, o entendimento para uma participação em atividades físicas e esportivas ao longo da vida. E é a única alternativa escolar cujo foco principal é sobre o corpo, atividade física, desenvolvimento físico e saúde, ajudando os educandos a chegar a uma integração segura e adequada da mente, corpo e espírito. Além disso, ajuda a desenvolver respeito pelo seu corpo e o dos outros, contribuindo também para a confiança e auto estima, realçando o desenvolvimento social, preparando-os para enfrentar competições, vencendo ou perdendo, cooperando e colaborando.

A Educação Física escolar possui objetivos e conteúdos próprios e necessários ao desenvolvimento do potencial motor de cada criança. Para que esses objetivos sejam alcançados é necessário superar o senso comum de que o tempo pedagógico das aulas de Educação Física se resume à quadra ou ao pátio e, mais grave, ao tempo para a recreação, para as vivências corporais e para o brincar descompromissado (dos objetivos educacionais); e o desenvolvimento do repertório motor por si só já justificaria a presença da Educação Física na escola.

Portanto, se faz necessário a integração das duas disciplinas: Metodologia da Educação Física e Educação Física, pois esta daria suporte à Metodologia. A Educação Física deveria estruturar seu ensino apoiado, inicialmente, em pressupostos desenvolvimentistas caracterizando, através de situações práticas, as fases e os estágios motores da primeira e segunda infância, bem como a prática de tarefas abertas e fechadas envolvendo as brincadeiras, o jogo, as atividades rítmicas e a auto- testagem. Nessa fase os estudantes do curso de magistério seriam orientados a avaliar as mudanças qualitativas e quantitativas na própria performance motora, ou seja, no incremento de sua habilidade motora. Num segundo momento passariam a estudar as suas ações motoras não apenas do ponto de vista do desempenho em si, mas (a) dos processos cognitivos empregados para solucionar um desafio proposto e (b) da passagem de um conhecimento sincrético da realidade que cerca o problema proposto para um conhecimento elaborado, integrado às demais dimensões da vida cotidiana.




  1. OBJETIVOS

- Compreender e apreciar a Educação Física como meio importante de desenvolvimento de habilidades motoras, intelectuais, sensoriais e perceptivas, visando uma melhoria em qualidade de vida;

- Desenvolver responsabilidades sob forma de sobrevivência, estimulando a prática do viver bem e com todos trabalhar a atividade física enquanto saúde, hábitos de higiene, e importância da boa formação corporal;

- Praticar atividades recreativas como forma de desenvolvimento físico-mental;

- Reconhecer a importância de momentos de lazer no desenvolvimento físico-mental.


  1. EMENTA

Educação Física no Brasil. Tendência da Educação Física. A Educação Física como componente curricular. A educação física e sua relação com o desenvolvimento integral do ser humano. O movimento humano: ação e reflexão. Aprendizagem motora. Desenvolvimento motor. A criança e o lúdico. A criatividade nas várias expressões.




  1. CONTEÚDOS

- O movimento humano e sua relação com o desenvolvimento dos domínios motor, cognitivo e afetivo-social do ser humano;

- Desenvolvimento motor e aprendizagem motora;

- A Educação Física como componente curricular;

- A cultura corporal de movimentos: ação e reflexão;

- A criança e a cultura corporal de movimentos: o resgate do lúdico e a expressão da criatividade.




  1. METODOLOGIA

A aula de Educação Física deve propiciar aos alunos a participação em atividades corporais, incentivar relações equilibradas e, construtivas com os colegas sem qualquer forma de discriminação, valorizar atitudes de respeito mútuo, dignidade e solidariedade em situações lúdicas e esportivas. Deve também transmitir informações sobre hábitos saudáveis de vida despertando o gosto pela atividade física.

Os conteúdos devem ser apresentados de forma gradativa e progressivamente, do nível mais simples ao mais complexo, sendo um processo contínuo.

A metodologia será desenvolvida através de aulas teóricas, esportivas, práticas, trabalhos em equipes (apresentação de projetos) valorizando a cooperação da equipe, vídeos, campeonatos recreativos e jogos.

Brincadeiras cooperativas, brinquedos e jogos: resgatar a história, as brincadeiras e brinquedos tradicionais, transformá-los em oficinas e trabalhar na construção de materiais pedagógicos para o desempenho da sua prática.


  1. AVALIAÇÃO

A avaliação será contínua, diagnóstica e formativa, sendo fundamental a presença e participação do aluno em todas as atividades propostas, valorizando sempre os aspectos afetivos, competitivos, cooperativos e psicomotor.

Avaliaremos também através de atividades práticas, debates,confecções de cartazes, murais, participações em projetos, trabalhos em grupos, pesquisas. A avaliação também será feita através de observação individual e coletiva do aluno, valorizando o interesse, desempenho, criatividade e responsabilidade.


  1. REFERÊNCIAS

- ALMEIDA, Paulo N. de. Educação Lúdica: Técnica e Jogos Pedagógicos. São Paulo: Loyaola, 1987.

- BORGES, Célio J. Educação Física para a pré-escola. Rio de Janeiro: Sprint, 1987.

- COSTA, Vera Lúcia M. Prática de Educação Física no primeiro grau: modelo de reprodução ou perspectiva de transformação? São Paulo: IBRASA, 1987.

- Darido, Suraya C.; RANGEL, Irene C.A. Educação Física na Escola: Implicações para a prática pedagógica. São Paulo: Guanabara Koogan, 2005.

- DIEM, Liselott. Brincadeiras e esportes no jardim da infância. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1981.

- FREIRE, João B. ; SCAGLIA, Alcides J. Educação como prática corporal. São Paulo: Scipione, 2003. (Série Pensamento e Ação no Magistério)

- GALLAHUE, David L.; OZMUN, JONH C. Compreendendo o desenvolvimento motor: bebês, crianças, adolescentes e adultos. São Paulo: Phorte, 2001.

- GUERRA, Marlene. Recreação e Lazer. Porto Alegre: Sagra, 1982.

- GUISELINI, Mauro A. Educação Física na Pré-escola. SEED/MEC, 1982.



- MAGILL, Richard A. Aprendizagem motora: Conceitos e aplicações. São Paulo: Edgard Blücher, 1984.

- MEDINA, João Luís S. Educação Física Cuida do Corpo e ―Mente‖ – Bases para a renovação e transformação da Educação Física. Campinas: Papirus, 1989.



©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal