Caim e Abel: Os filhos de Adão e Eva doc



Baixar 24,49 Kb.
Encontro23.09.2018
Tamanho24,49 Kb.

Caim e Abel: Os filhos de Adão e Eva


Narrador: 
Adão e Eva foram expulsos do paraíso e tiveram que trabalhar duro para conseguir o que precisavam. Sendo só eles dois, ao final de cada dia estavam exaustos do trabalho duro que cumpriam para sobreviver.

Adão: Está escurecendo, devemos parar de trabalhar agora e voltar para casa.

Narrador: Então, Adão e Eva fizeram uma caminhada longa até a morada que eles haviam construído.

E no caminho...



Eva: Adão; vamos ter um bebê.

Adão: Um... Um b... b... bebê?

Narrador: Sim, eles estavam esperando o seu primeiro bebê. Quando a criança crescesse ajudaria Adão e Eva na colheita.

Então, alguns meses depois, Eva teve um filho.



Adão: É um menino!

Narrador: Adão e Eva foram abençoados com um filho. Um filho que eles esperavam ser um bom homem quando crescesse e para o qual queriam escolher um nome que o honrasse.

Eva: Adão! Vamos colocar o nome dele de Caim!

Narrador: O tempo passou, Eva engravidou novamente e contou a novidade para Adão.

Adão: O quê? De novo?

Narrador: O tempo se passou e Eva teve o segundo filho. Adão e Eva estavam agradecidos e felizes. Novamente eles tiveram que escolher o nome que honrasse seu filho, o qual eles esperavam, que quando crescesse, os deixariam orgulhosos

Adão: Eu ainda não escolhi o nome do nosso filho... “a bela palavra...”

Eva: Abel! Gostei muito. Que maravilha de nome!

Narrador: E assim as duas crianças Caim e Abel cresceram...

Abel se tornou pastor de ovelhas...

Caim cuidava das plantações...

Abel: Que beleza essa ovelha que eu achei!

Narrador:...disse Abel...

Abel: É claro. Tem umas maiores que outras, que valem mais e são mais preciosas. Para agradar a Deus, entregarei a ovelha mais gorda e bonita, como oferta.

Narrador: Nessa época, crianças, os animais eram ofertados a Deus, como uma forma de agradá-lO.

Caim: Eu é que trabalho duro para produzir alguma coisa que cresce nessa terra.

Narrador:...disse Caim...

Caim: Eu estou sempre ocupado... E agora tenho que dar uma oferta para Deus. Ahhgs, eu não tenho tempo para isto!Vou rápido e jogarei um monte de comida na cesta!

Narrador: Aqui estamos: dois irmãos... Duas escolhas.

Abel escolheu dar de oferta para o Senhor sua melhor ovelha, a mais bonita e preciosa. Caim escolheu ficar com sua colheita mais bonita e dar o resto para Deus.

Quando chegou a hora de entregarem a oferta, Deus disse: “Isto não é bonito!”

Deus: Abel, você Me presenteou várias vezes com sua melhor ovelha. Eu estou muito feliz. Quando Eu o observava seleccionando a ovelha, sabia que sua escolha era sua melhor oferta. Muito bem, Abel!

Abel: Tudo que tenho, entrego ao Senhor meu Bom Deus.

Deus: E você, Caim... Sua oferta é de forma relaxada, descuidada e não Me agradou. Isso é o melhor que você pode me oferecer?!

Caim: (com raiva) Relaxada e descuidada!

É isso que o Senhor pensa da minha oferta?



Deus: Veja como você está raivoso Caim. Posso ver dentro do seu coração. Ele está cheio de ira e não de amor.

Caim, o pecado está batendo na porta do seu coração para entrar, mas você deve fechá-la e não permitir que ele entre!



Narrador: Mas Caim não quis ouvir a Deus e ignorou Suas palavras, porque tinha seu próprio plano. Um plano que mudaria tudo... Para sempre!...

Caim: Abel venha comigo para o campo, pois tenho algo para lhe mostrar.

Abel: O que é você quer me mostrar?

Caim: Nada, Abel... Nada demais. Olhe que paisagem maravilhosa e guarde essa imagem porque você não a verá por muito mais tempo.

Abel: O quê?

Caim: Meu querido... irmão... Abel. Eu estou cansado de você ser sempre o certinho. E vou me livrar disso o mais rápido, assim será melhor.

Narrador: E com isso, Caim atacou e matou Abel.

Mais tarde, Deus falou com Caim e perguntou...



Deus: Onde está Abel? Você pode me dizer?

Caim: Como eu posso saber? Ele não precisa de mim para tomar conta de si. Provavelmente está cuidando das suas ovelhas.

Deus: O que você fez Caim?

Caim: O que o Senhor quer dizer? Eu não fiz nada.

Deus: Não minta para mim! Você matou seu irmão. Você fez muitas escolhas que não me honraram e, agora, vai sofrer as consequências dos seus próprios atos. Ainda que cultives o solo, ele não te dará mais fruto. Você será um fugitivo errante sobre a terra.



©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal