Cabeleireiros de Rio preto e Região



Baixar 117,64 Kb.
Encontro27.05.2017
Tamanho117,64 Kb.


Wine Society: Nasce um novo conceito de importadora


16 empresários de sucesso formam o pool de investidores da Sociedade do Vinho, que surge com rótulos Australianos renomados em formatos inéditos e a preços imbatíveis no mercado brasileiro.
Unir forças em prol de uma paixão e de uma missão empresarial e cultural: contribuir com o consumo de vinhos de qualidade no Brasil. A idéia do australiano Ken Marshall, de formar a Wine Society, rapidamente convenceu 16 importantes empresários a investirem R$ 6 milhões em um projeto audacioso. O conceito é simples: oferecer vinhos de excelente custo-benefício para que mais pessoas possam ter acessos a bons rótulos de várias regiões produtoras no mundo.
Uma das estratégias da nova “Sociedade do Vinho” é trazer, pela primeira vez no Brasil, não somente títulos renomados, em garrafas tradicionais, mas também, investir nas embalagens conhecidas como Bag in Box, caixas de papelão que abrigam, internamente, bolsas especiais com capacidade para armazenar de 2 a 5 litros de vinho. Criadas na Austrália o sistema revolucionou o consumo per capta no país na década de 70. Em 1973 a média consumida por lá era de apenas 9.8 litros por pessoa/ano. Após a introdução dessas embalagens econômicas e seguras, aliada a investimentos no setor vitivinícola, em apenas 10 anos, o índice saltou para a incrível marca de 19.3 litros.
“As Bag in Box transformaram a cultura de beber vinhos em meu país. Os consumidores passaram a levá-los para suas casas, atraídos por preços mais acessíveis, e pela opção de poder tomar apenas algumas taças por dia, já que a tecnologia da embalagem permite guardar a bebida perfeitamente na geladeira por diversas semanas”, explica Ken Marshall, diretor presidente da Wine Society, e sócio da KMM, líder na importação de vinhos australianos no Brasil. “Vamos contribuir com o crescimento do consumo da bebida em taças, nos bares e restaurantes. Pela primeira vez na história, os brasileiros terão acesso a vinhos em Bag in Box de alta qualidade”, completa.
Em seu portfólio inicial são mais de 70 novos rótulos de 11 conceituadas vinícolas australianas, como Barossa Valley Estate, Leasingham e Banrock Station, todas pertencentes a parceira Constellation Wines, simplesmente a maior empresa de vinhos do mundo. Outro grupo junto desse projeto é a gigante Lion-Nathan, segunda maior companhia de cervejas e vinhos da Austrália, responsável por enviar garrafas de produtores como Bridgewater Mill, Knappstein e Mitchelton.
Entre as estrelas que desembarcadas no Brasil, três rótulos foram eleitos entre os Top 100 de 2008 da conceituada revista americana Wine Spectator, são eles: Kim Crawford Sauvignon Blanc Marlborough 2008; Leasingham Riesling Clare Valle Magnus 2007 e Yalumba Viognier Eden Valley 2007.
Apesar de a maioria de seu portfólio ser de australianos, em breve, a empresa passará também a ofertar marcas inéditas provenientes da Nova Zelândia, França, Itália, Espanha, África do Sul, EUA, Canadá (Ice Wine) e Bulgária. “Além de focarmos em quem já consome grandes vinhos, pretendemos oferecer excelentes produtos acessíveis, à crescente classe média que, a cada dia, busca conhecer mais sobre bons vinhos”, conta Hitoshi Castro, um dos investidores da Wine Society e sócio da Gap, uma das maiores gestoras independentes de fundos do Brasil.
Outros grandes nomes do mercado corporativo assinam pela importadora como Roberto Nishikawa (vice-presidente da Itaú Corretora), Ricardo Lacerda (presidente do Banco de investimentos Citi), Flávio Jansen (ex-presidente do Submarino), Pedro Herz (diretor-presidente da Livraria Cultura) e Roberto Lima, (advogado do escritório Souza Cescon).
Bottle-Shop e Bar/Bistrô
Além de atuar em diversos estados do Brasil, com sua força de vendas e seus distribuidores, a empresa disponibiliza canais de compra por telefone, website e em espaços gourmet, onde o cliente poderá conhecer o real conceito da Wine Society. A previsão de inaugurar divesos modernos Bottle-Shop, onde o cliente poderá degustar o vinho em um requintado bar ou durante uma refeição no restaurante ao lado da adega. A primeira Enoteca/Bistrô, recentemente inaugurada, está no bairro de Moema. Com o conceito de Wine Garden, o local oferece algo inédito no país: A experiência de poder degustar grandes rótulos, aos pés, acredite, de vinhedos plantados no centro do complexo Gourmet, algumas delas com quase 40 anos de idade. No andar superior há também belos ambientes projetados para jantares ou almoços ou ainda, para recepção de eventos.
Todas lojas também terão sao desenhadas bem ao estilo australiano com a decoração assinada pelo arquiteto Simon Walker. Além dele e de Ken Marshall outros profissionais da terra conhecida como “Down Under” estão envolvidos na Wine Society como gerente de marketing Brendan Dennis e o sócio-investidor, Stephen Hood, renomado advogado que possui vinhedos na região de Bento Gonçalves, no mesmo terroir da premiada Cave Geisse.
Além dos vinhos da Austrália, a empresa esta trazendo também, pela primeira vez, as conceituadas cervejas Boags, XXXX, Tooheys e Hahn. Algumas delas poderão ser encontradas na rede de restaurantes Outback em vários cantos do Brasil. “A idéia é contribuirmos com o comércio bilateral entre estes dois fantásticos países que possuem muita coisa em comum”, comenta Ken Marshall.

Mais informações Sobre a Wine Society: www.winesociety.com.br ou pelo tel. (11) 2539-2920

Amanajé Comunicação - Assessoria de Imprensa

Telefax: (11) 3467-4459 - www.amanaje.com.br



Jornalista Responsável: Carlos Marcondes –– (11) 8160-7110 marcondes@amanaje.com.br





©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal