Balada de um Palhaço (Plínio Marcos) – Heitor



Baixar 8,54 Kb.
Encontro12.07.2018
Tamanho8,54 Kb.

Balada de um Palhaço (Plínio Marcos) – Heitor

Eu, Cinderela. - Talita

??? - Helô

Talita: Bom dia sol, olá pássaros. De fato é um belo dia, para os sonhos se realizarem.

Helô:..........................................espetáculo meu pai.

Talita: a dream is a wish your hert makes/ when you’re fast asleep/in dreans you will loose your heart/whatever you wish for you keep ..

- Oi, oi, oi, desculpe, não tinha te ouvido

- Claro, claro. Eu deixei um convencional para recado, caso não consigam falar pelo celular, é sempre bom um convencional...

– olha, sou fã do senhor, obrigada, heim.

Helô:....................nenhum futuro, seguir nem PP memo (??) (joga sapato)

Talita: Esse teste é muito importante pra mim. É minha chance de sair do país, até porque é muito difícil ser atriz aqui.

Helô:........Pai, me ensina a ser palhaço!

Talita: Ainda mais eu não tenho grana para fazer um curso de atriz, mas se eu conseguir acumular trabalhos o sindicato me dá autorização pra tirar a DRT e atuar como profissional. Enquanto isso, faço umas pontas como figurante, uma participação numa peça aqui e acolá. Mas não posso reclamar porque pelo menos tenho um emprego fixo.

Heitor: Que importa o que dizem? Por acaso estamos sujeitos às leis do reino da banalidade? Não. Não estamos. E esse não estar, palhaço, é justamente nosso fascínio, nosso encantamento, nossa magia. O mistério de nossas vidas. E nossas vidas, um constante convite à delirante fantasia, o olhar profético, a poesia. Nossa andar sem termo é altamente instigador. Assombra o homem parado.

Helô:.....................ele duvidou de mim.

Talita: Esse trabalho caiu do céu, não tem carteira assinada, nem benefícios, mas só o que eu ganho de comissão é mais do que seria um FGTS, ademais os colegas de trabalho são ótimos, o que me dá a maior satisfação, chego sempre na hora, se precisar levo trabalho pra casa, tô sempre disposta. De qualquer forma é provisório pois eu quero mesmo é ser atriz, e eu faço de tudo, pra que isso aconteça.

(Dança sexy) O que foi? Uma menina precisa ganhar a vida! Além do mais os clientes são ótimos, não me dão o menor trabalho, o único homem que me causa problemas é o......Oi Bob!

Heitor: Nossa passagem...os grilhões...se rompem...e às vezes, se rompem e arrastamos conosco alguns corpos-objeto. Somos ladrões, eles dizem. Que eu saiba, palhaço, nenhum de nós jamais roubou o que não conseguissem carregar.

Helô:...................eu sou palhaço de um circo sem futuro.

Talita: - como assim demitida? Quem reclamou de mim?

O problema é que tem gente que pensa que só porque estamos nesta vida, fazemos de tudo, eu sei...eu disse que faço de tudo, mas tem uma coisa que eu não faço:...

Helô:.........................a fruta inteira.

Heitor: A verdade verdadeira é que vivemos com o que Deus permitiu que adquiríssemos ao longo de muitas existências. Vivemos com nossos dons, e até com nossos aleijões. E isso, palhaço, é uma grande sabedoria. Mas a maioria de nós não sabe nada destas coisas. São sombras. Sombras, nada mais. Sombras que se agitam. Sombras que se arrastam nas margens da estrada de São Sererê, num impiedoso misererê de degeneração. Como se acompanhassem o próprio enterro. Mas se um único. Um único de vocês compreender que está na trilha para fazer a alma. Seja você palhaço, seja lá quem for. Talvez compreenda a necessidade de despertar o próximo.

Helô: ....................tiro a roupa.

Talita: eu não engulo!

Helô:........................vi o circo pegando fogo.

Talita:Para onde eu vou agora!?

Heitor: Vai incomodar os homens-máquina. E seus atentos maquinistas.



O telefone de Sophi (Talita) toca, ela atende e toca a música “A dream is a wish”



©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal