Atos dos Apóstolos



Baixar 386,57 Kb.
Página6/9
Encontro17.07.2017
Tamanho386,57 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9

Atos 21
1 ¶ E, quando aconteceu nós zarparmos, havendo sido separados para longe deles, então, havendo vindo em curso direto, chegamos a Cós; e, no dia seguinte, a Rodes; e, dali, a Pátara.
2 E, havendo achado um navio que está atravessando (o mar) para a Fenícia, então, havendo embarcado nele, zarpamos.
3 E, havendo avistado Chipre, e havendo-a deixado à esquerda, navegávamos para a Síria, e desembarcamos em Tiro, porque ali o navio estava descarregando a sua carga.
4 E permanecemos ali sete dias, havendo achado os discípulos; e eles, por meio do Espírito, diziam para Paulo não subir a Jerusalém.
5 E, quando aconteceu completarmos nós aqueles dias ali, então, havendo saído, marchávamos nosso caminho, todos nos acompanhando juntamente- com suas esposas e filhos, até fora da cidade; e nós, havendo posto os joelhos sobre a praia, oramos.
6 E, havendo-nos despedido uns dos outros, subimos para o navio; e eles voltaram para suas próprias casas.
7 ¶ E nós, havendo concluído a navegação proveniente- de- junto- de Tiro, viemos a Ptolemaida; e, havendo saudado os irmãos, permanecemos um dia ao lado deles.
8 E, no dia seguinte, havendo Paulo (e aqueles estando ao redor dele) partido dali, nós chegamos a Cesaréia; e, havendo entrado para a casa de Filipe (o evangelista, sendo ele um de entre os sete (escolhidos em At 6) ), permanecemos ao lado dele.
9 E este tinha quatro filhas virgens, que estavam profetizando.
10 E, demorando-nos ali por muitos dos nossos dias, um certo profeta, por nome Ágabo, chegou proveniente- de- junto- da Judéia;
11 E ele, havendo vindo a nós e havendo tomado a cinta de Paulo e havendo amarrado as suas próprias mãos e os pés, disse: "Isto diz o Espírito Santo: De semelhante modo os judeus amarrarão em Jerusalém o varão de quem é esta cinta, e o entregarão para as mãos dos gentios."
12 E, quando nós {*} ouvimos isto, então, tanto nós como os que eram daquele lugar, rogávamos a ele (a Paulo) não subir a Jerusalém. {* O escritor (Lucas) está acompanhando Paulo}
13 Mas Paulo respondeu: "Que fazeis vós, chorando e esmagando o meu coração? Porque eu estou pronto não somente a ser amarrado, mas ainda a morrer em Jerusalém, em benefício do nome do Senhor Jesus."
14 E, não sendo ele persuadido, nos {*} aquietamos, havendo dito: "Seja feita a vontade do Senhor!"
15 ¶ E, depois daqueles dias, havendo tomado a nossa bagagem, subíamos a Jerusalém.
16 E alguns dos discípulos provenientes- de- junto- de Cesaréia também foram juntamente- conosco, levando ao lado deles um certo Mnasom, um cíprio, um antigo discípulo, junto a quem devíamos ser hospedados.
17 E, em nosso havendo chegado a Jerusalém, os irmãos nos receberam de muito bom grado.
18 E, no dia (imediatamente) se seguindo, Paulo tinha entrado juntamente- conosco para a casa de Tiago, e todos os presbíteros {*} vieram até ali. {* Nota 11:30}
19 E (Paulo), havendo-os saudado, relatava-lhes, de acordo com cada uma delas, as coisas que Deus operou entre os gentios através da ação- de- servir dele.
20 E eles, havendo-o ouvido, glorificavam ao Senhor. Mas também disseram a ele (a Paulo):

"Bem vês, ó irmão, quantas miríades {*} de judeus hátendo crido, e todos são zeladores da lei (mosaica). {* "Miríade" é 10.000 ou algo inumerável}


21 E acerca de ti foram informados de que, a todos os judeus que estão entre os gentios, tu ensinas afastamento para longe (da lei) de Moisés, dizendo para eles não circuncidarem os seus filhos, nem andarem segundo os costumes (da lei mosaica).
22 Que é isto, pois? Seguramente é necessário a multidão se ajuntar; porque ouvirão que tens vindo.
23 Portanto, faze isto que estamos te dizendo: Há conosco quatro varões tendo um voto por- sobre si próprios;
24 Havendo tomado estes contigo, sê tu purificado juntamente- com eles, e faze sobre eles os gastos para que rapem a cabeça (com- navalha) 74, e para que todos saibam que nada há daquilo de que têm sido informados a respeito de ti, mas que também tu mesmo marchas- ordenadamente {*}, guardando a lei (mosaica); {* Como um soldado, mantendo a mesma fileira, o mesmo passo, a homogeneidade}
25 Todavia, a respeito daqueles dentre os gentios tendo crido, nós escrevemos havendo determinado nenhuma tal coisa eles observarem; exceto guardarem a si mesmos das coisas oferecidas aos ídolos, e do sangue, e do sufocado, e da fornicação {*}." {* "Fornicação" é qualquer pecado sexual}

26 Então Paulo, havendo tomado consigo aqueles (quatro) varões e já havendo sido purificado juntamente- com eles, no dia (imediatamente) se seguindo tinha entrado para o templo, anunciando a completação dos dias da purificação (dos quatro judeus), (e ficou ali) até que foi oferecida a oferta em benefício de cada um deles.


27 ¶ E quando os sete dias estavam quase a ser terminados, os judeus proveniente- de- junto- da Ásia, havendo-o visto no templo, alvoroçavam toda a multidão e lançaram as suas mãos sobre ele,
28 Clamando: "Ó varões israelitas, acudi! Este é o homem que por todas as partes está ensinando a todos contra o nosso povo e contra a lei (mosaica), e contra este lugar; e, ademais disto, também introduziu (gentios de fala dos) gregos {*} para o templo, e tem profanado este santo lugar. {* Nota 14:1}

29 (Porque estavam previamente tendo visto Trófimo (o Efésio) juntamente- com ele (juntamente- com Paulo), na cidade, o qual supunham que Paulo introduziu para o templo.)

30 E toda a cidade foi agitada, e houve correria de ajuntamento de povo; e eles, havendo agarrado Paulo, o arrastavam para fora do templo, e logo as portas foram fechadas.
31 E, procurando eles matá-lo, chegou ao comandante da coorte {*} o relato de que Jerusalém tem sido em tumulto; {* "Coorte", a décima parte de uma legião, tem cerca de 600 soldados}
32 O qual, imediatamente havendo tomado consigo soldados e centuriões, correu para eles. E eles, havendo visto o comandante- de- milhares e os soldados, cessaram de estar dando- repetidas- bastonadas em Paulo.
33 Então o comandante- de- milhares, havendo chegado vizinho, o prendeu e ordenou ser ele acorrentado com duas correntes, e lhe perguntou quem seja ele e o que ele está tendo- feito.
34 E, na multidão, alguns clamavam uma coisa, alguns clamavam outra; mas (o comandante), não podendo saber (qual é) a coisa verdadeira, por causa do alvoroço, ordenou ser ele (Paulo) conduzido para dentro da fortaleza.
35 E, quando (Paulo) chegou sobre os degraus, aconteceu ele ser carregado pelos soldados, por causa da violência da multidão.
36 Porque a multidão do povo o seguia, clamando: "Levantai-o {*}!" {* "Levantai-o" tanto implica "levantai-o para levá-lo embora" como "levantai-o para matá-lo"}
37 ¶ E Paulo, estando para ser introduzido para dentro da fortaleza, diz ao comandante- de- milhares: "É-me permitido te dizer alguma coisa?" E ele (o comandante) dizia: "Sabes o grego?
38 Porventura não és tu aquele egípcio antes destes dias havendo feito uma sedição e havendo levado para o deserto os quatro mil varões assassinos?"
39 Mas Paulo lhe disse: "Na verdade eu sou um homem judeu de Tarso, uma cidade na Cilícia, um cidadão de cidade não pouco célebre; e, rogo-te, permitas tu a mim falar ao povo."
40 E, havendo (o comandante) permitido isto, Paulo, tendo-se postado sobre os degraus, fez-sinal com a mão ao povo; e, havendo-se feito grande silêncio, ele lhes falou na língua hebraica 75, dizendo:

Atos 22

1 ¶ "Ó varões, ó irmãos e pais, ouvi agora a minha defesa perante vós."

2 (E eles, havendo ouvido que (Paulo) lhes falava na língua hebraica, muito mais silêncio guardaram.) E ele diz:

3 "Na verdade sou um varão judeu, tendo sido nascido em Tarso da Cilícia e, nesta cidade, tendo sido criado ao lado dos pés de Gamaliel, tendo sido instruído- corrigido conforme o perfeito rigor da lei de nossos pais, sendo zeloso para com Deus, como todos vós hoje sois.


4 Eu persegui este Caminho (Jesus) até à morte, acorrentando e entregando tanto varões como mulheres, para dentro de prisões,
5 Como também o sumo sacerdote me dá testemunho, e todo o conselho- dos- anciãos. Também, havendo eu recebido cartas deles (do conselho dos anciãos) para os irmãos (os judeus), eu ia a Damasco para também trazer para Jerusalém, tendo- sido- acorrentados, aqueles (os cristãos) estando lá (em Damasco), a fim de que fossem castigados.
6 E me aconteceu, indo eu de caminho e chegando perto de Damasco, ao redor de meio-dia, de repente, proveniente- de- dentro- do céu, uma grande luz resplandecer- em- volta, ao redor de mim.
7 E eu caí para o chão, e ouvi uma voz me dizendo: 'Saulo, Saulo, por que Me persegues?'
8 E eu respondi: 'Ó Senhor, Quem és?' E Ele me disse: 'EU SOU Jesus, o nazareno, a Quem tu persegues.'
9 E aqueles estando juntamente- comigo em verdade viram a luz e se tornaram muito atemorizados, mas não entenderam 76 a voz dAquele que estava me falando.
10 Então eu disse: 'Ó Senhor, que farei?' E o Senhor me disse: 'Havendo-te levantado, vai para Damasco, e ali te será dito a respeito de tudo o que te tem sido ordenado fazer.'
11 E, como eu não via, em- conseqüência- do esplendor daquela luz, então, sendo levado pela mão daqueles estando comigo, cheguei para dentro de Damasco.
12 E um certo Ananias, um varão dedicado (no servir a Deus) conforme a lei (mosaica), sendo bem testificado por todos os judeus que estão habitando ali,
13 Havendo vindo a mim, e havendo-se postado acima de mim, disse-me: 'Ó irmão Saulo, recebe visão novamente.' E eu, naquela mesma hora, olhei (já vendo) para cima, para ele.
14 E ele disse:

'O Deus de nossos pais de antemão designou tu conheceres a vontade dEle, e veres Aquele Justo (Jesus), e ouvires a voz proveniente- de- dentro- da Sua boca.


15 Porque serás testemunha dEle diante de todos os homens, (testemunha) daquilo que tens visto e que ouviste.
16 E agora, por que te deténs? Havendo-te levantado (e saído) {*}, sê submerso e lava- para- longe os teus pecados, havendo invocado o nome do Senhor 77.' {* Nota 9:18}

17 E me aconteceu que, havendo eu voltado para Jerusalém, e durante o meu estar orando no templo, então estar eu em um arrebatamento- de- sentidos,


18 E ver Ele (Jesus) 78 me dizendo:

'Apressa-te e sai em rapidez para fora de Jerusalém; porque eles não receberão o teu testemunho a respeito de Mim.'

19 E eu disse:

'Ó Senhor, eles bem sabem que eu estava lançando na prisão e açoitando em todas as sinagogas aqueles que estão crendo em Ti.
20 E quando o sangue de Estêvão, Tua testemunha {*}, era derramado, também eu estava tendo-me postado (ali) e consentindo na morte dele, e guardando as capas daqueles que o estavam matando.' {* "Testemunha" é tradução correta, mas a palavra deu origem à nossa "mártir"...}

21 E Ele (o Senhor Jesus) disse para mim: 'Vai, porque Eu te enviarei aos gentios que estão de longe'."



22 ¶ E eles (do conselho dos anciãos) ouviam-no (a Paulo) até esta palavra, e levantaram as suas vozes, dizendo: "(Ó comandante,) Tira tu para longe da terra um tal homem, porque não está convindo ele viver."
23 E, clamando eles, e arrojando de si as suas vestes, e lançando pó para o ar,
24 O comandante- de- milhares ordenou ser ele (Paulo) levado para dentro da fortaleza, havendo mandado ser ele examinado com açoites, para que ele (o comandante) saiba por que causa assim clamavam contra ele (contra Paulo).
25 E, quando o estavam amarrando- esticando {*} com as correias, Paulo disse ao centurião tendo-se postado ao lado: "É lícito a vós açoitar um homem que é um romano e está não- julgado- condenado?" {* Esticando e amarrando a um pilar ou estaca, para receber os açoites} { # Complutense, Beza 1589, 1598}
26 E o centurião, havendo ouvido isto, e havendo ido, anunciou isto ao comandante- de- milhares, dizendo: "Vê tu o que estás para fazer! Porque este homem é um romano."
27 E o comandante- de- milhares, havendo vindo, disse-lhe (a Paulo): "Dize-me tu, és tu um romano?" E ele (Paulo) dizia: "Sim."
28 E o comandante- de- milhares respondeu: "Eu comprei esta liberdade por cidadania com uma grande soma (de dinheiro)." E Paulo dizia: "Mas eu, contudo, tenho sido nascido livre- cidadão."
29 Então aqueles estando para o examinar (torturar) imediatamente se apartaram para longe dele; e até o comandante- de- milhares temeu, havendo sabido que (Paulo) é um romano, e porque ele (o comandante) estava (na situação de) tendo-o acorrentado.
30 E, no dia seguinte, querendo (o comandante) saber ao certo a causa por que (Paulo) é acusado da- parte- dos judeus, soltou-o para longe das correntes, e ordenou virem os principais dos sacerdotes e todo o Sinédrio deles; e, havendo trazido Paulo, o apresentou diante deles.

Atos 23
1 ¶ E Paulo, havendo fixado os olhos no Sinédrio, disse: "Ó varões irmãos, até este dia (de hoje) eu tenho me conduzido diante de Deus com toda a boa consciência."
2 Mas o sumo sacerdote, Ananias, ordenou àqueles tendo-se postado junto dele (de Paulo) darem- repetidas- bastonadas na sua boca.
3 Então Paulo lhe disse: "Deus está para te dar- repetidas- bastonadas, ó parede tendo sido branqueada! E tu estás assentado (alegadamente) julgando-me conforme a lei (mosaica)? Mas, contrariando a lei (mosaica), ordenas serem dadas- repetidas- bastonadas em mim?"
4 E aqueles tendo-se postado junto disseram: "Injurias o sumo sacerdote de Deus?"
5 E Paulo dizia: "Eu não tinha percebido 79, ó irmãos, que ele é o sumo sacerdote; porque tem sido escrito: 'Não dirás mal de um principal do teu povo' ". Ex 22:28
6 E Paulo, havendo percebido que a uma parte consiste de saduceus e a outra parte consiste de fariseus, clamou no Sinédrio: "Ó varões irmãos, eu sou fariseu, filho de um fariseu; eu sou julgado no tocante à esperança e ressurreição dos mortos."
7 E, havendo ele dito isto, houve dissensão entre os fariseus e os saduceus; e a multidão foi dividida.
8 Porque, na verdade, os saduceus dizem não haver ressurreição, nem haver anjo (nem espírito); mas os fariseus confessam ambas estas coisas.
9 E originou-se um grande clamor; e os escribas que eram da divisão dos fariseus, havendo-se levantado, completamente contendiam, dizendo: "Nenhum mal estamos achando neste varão; e, se algum espírito ou anjo lhe falou, então que nós não lutemos contra Deus 80."
10 E, havendo surgido uma grande dissensão, o comandante- de- milhares, havendo sido temeroso de que não fosse Paulo despedaçado por eles, ordenou à tropa, havendo descido, arrebatá-lo para fora do meio deles, e o levarem para dentro da fortaleza.
11 E, na noite que está (imediatamente) se seguindo, o Senhor (Jesus), havendo-se postado diante dele (de Paulo), disse 81: "Ó Paulo, tem tu ânimo; porque, do- mesmo- modo- como plenamente- testificaste em Jerusalém a respeito de Mim, assim é necessário tu também em Roma testificares."
12 ¶ E, havendo-se tornado dia, alguns dos judeus, havendo feito uma coalizão, puseram-se debaixo de maldição, declarando não comerem nem beberem até que matem Paulo.
13 E eram mais de quarenta aqueles tendo feito este juramento- em- conjunto.
14 Os quais, havendo chegado aos principais dos sacerdotes e dos anciãos, disseram:

"Com maldição (dantes) amaldiçoamos a nós mesmos, nenhuma comida ou bebida provarmos até que matemos Paulo.


15 Agora, pois, vós mesmos, juntamente- com o Sinédrio, manifestai-vos ao comandante- de- milhares, para que, amanhã, ele o traga a vós, como que estando vós para examinar mais acuradamente as coisas a respeito dele; e nós, antes de ele chegar vizinho, estamos prontos para o matar."

16 E o filho da irmã de Paulo, havendo ouvido acerca desta emboscada, então, havendo-se aproximado e havendo entrado para a fortaleza, relatou isto a Paulo.


17 E Paulo, havendo chamado a si um dos centuriões, dizia: "Leva tu este jovem- varão àquele comandante- de- milhares, porque este (o jovem- varão) tem alguma coisa para relatar àquele (comandante- de- milhares)."
18 Portanto (o centurião), havendo-o tomado (o jovem- varão), na verdade o levou ao comandante- de- milhares, e diz: "O prisioneiro- acorrentado Paulo, havendo-me chamado a si, rogou-me trazer a ti este jovem- varão, tendo este alguma coisa para te dizer."
19 E o comandante- de- milhares, havendo-o tomado pela sua mão, e havendo-se posto à parte, perguntava-lhe (em particular): "Que é aquilo que tens para me relatar?"
20 E ele disse:

"Os judeus combinaram rogar-te que amanhã leves Paulo para o Sinédrio, como que estando eles para mais acuradamente inquirir alguma coisa a respeito dele.


21 Portanto, tu não sejais persuadidos por eles; porque mais de quarenta varões de entre eles armam emboscada contra ele (Paulo); os quais se obrigaram, sob pena de maldição, a não comerem nem beberem até que o matem; e já estão prontos, esperando a promessa proveniente- de- junto- de ti."

22 ¶ Então o comandante- de- milhares na verdade despediu o jovem- varão, havendo-lhe ordenado "a ninguém divulgares que tu me manifestaste estas coisas!"


23 E, havendo chamado certos dois dos seus centuriões, lhes disse: "Aprontai, desde a terceira hora da noite, duzentos soldados, e setenta cavaleiros, e duzentos lanceiros; para irem até Cesaréia;"
24 Também lhes disse para aparelharem cavalgaduras, para que, havendo Paulo montado, o levem salvo a Félix, o governador;
25 Havendo (o comandante) escrito uma carta, tendo ela esta forma:

26 "Cláudio Lísias, a Félix, o mais excelente governador: Regozijar! {*} {* Saudação}


27 Esse varão, havendo sido agarrado pelos judeus e estando para ser morto por eles, então, havendo eu sobrevindo juntamente- com a tropa, o livrei, depois havendo sabido que ele é um romano.
28 E, desejando eu saber a causa por que o acusavam, o levei ao Sinédrio deles.
29 A quem encontrei sendo acusado a respeito de algumas questões da lei deles; mas nenhuma acusação havendo digna de morte ou de correntes.
30 E, havendo-me sido notificado estar prestes a ser posta em ação pelos judeus uma maquinação (para emboscada) contra este varão, imediatamente o enviei a ti, também havendo eu ordenado aos acusadores perante ti dizerem o que têm contra ele. Passa bem."

31 ¶ Portanto, na verdade os soldados havendo tomado Paulo conforme tendo-lhes sido ordenado, através da noite o trouxeram a Antipátride.


32 E, no dia seguinte, havendo deixado os cavaleiros para estes irem juntamente- com ele (com Paulo), então (os soldados à pé) retornaram para a fortaleza.
33 Os quais (cavaleiros), havendo chegado a Cesaréia e havendo entregue a carta ao governador, também lhe apresentaram Paulo.
34 E o governador, havendo lido a carta e havendo perguntado proveniente- de- junto- de qual província ele (Paulo) é, e havendo apurado (por interrogatório) que ele era da Cilícia,
35 Dizia: "Eu te ouvirei até o fim, quando também aqui vierem os teus acusadores." E ordenou o guardarem (prisioneiro) no salão- de- julgamento, de Herodes (Agripa I).

Atos 24
1 ¶ E, cinco dias depois, o sumo sacerdote Ananias desceu com os anciãos e com um certo orador (chamado Tértulo), os quais manifestaram acusação contra Paulo perante o governador.
2 E, havendo ele (Paulo) sido chamado, Tértulo começou a acusá-lo, dizendo:

"Através de ti estando obtendo grande paz; e, através da tua providência, estando sendo feitos excelentes- serviços a esta nação,


3 Então, com toda a toda a gratidão, estamos aceitando isto tanto em toda maneira como em todo o lugar, ó excelentíssimo Félix.
4 Mas, para que não mais eu te detenha, rogo-te nos ouvir em palavras encurtadas, na tua clemência.
5 Porque, havendo nós achado este varão ser uma peste, e promovendo ele sedição entre todos os judeus através de todo o mundo, e sendo o principal defensor da seita dos nazarenos,
6 O qual (Paulo) também tentava profanar o templo, nós também o prendemos e o quisemos julgar conforme a nossa lei 82.
7 Mas, havendo sobrevindo o comandante- de- milhares, Lísias, com grande violência o tirou para fora das nossas mãos,
8 Havendo ordenado aos seus acusadores virem a ti; da parte de quem (de Paulo) tu mesmo, havendo-o examinado, poderás tomar conhecimento a respeito de todas estas coisas de que o estamos acusando."

9 E também os judeus concordaram dizendo estas coisas serem assim.


10 ¶ Mas Paulo respondeu, havendo-lhe o governador feito sinal para falar:

"Sabendo eu que desde muitos anos tu estás sendo juiz para esta nação, com melhor ânimo faço a minha própria defesa das coisas a meu respeito.


11 Podendo tu saberdes que não me há mais de doze dias desde que subi para adorar em Jerusalém;
12 E não me acharam no templo de- forma- completa- argumentando com alguém, nem me acharam fazendo um amotinamento de uma multidão não somente nas sinagogas como também perante a cidade.
13 Nem tampouco eles podem provar as coisas a respeito das quais agora me acusam.
14 Mas confesso isto a ti: que, conforme aquele Caminho (Jesus) que chamam de heresia, assim eu presto culto ao Deus dos nossos pais, crendo tudo quanto tendo sido escrito na lei e nos profetas.
15 Tendo esperança para com Deus (como estes, eles mesmos, também esperam) de que está para haver uma ressurreição de mortos 83, tanto de justos como de injustos.
16 E nisto me exercito, para sempre ter uma consciência sem ofensa, tanto para com Deus como para com os homens.
17 Ora, depois de muitos anos (de minha ausência), vim, vindo trazer esmolas e ofertas {*} à minha nação. {* Nota Gl 2:10}
18 Em tempo das quais (esmolas e ofertas) uns certos judeus provenientes- de- junto- da Ásia me acharam tendo eu sido purificado, no templo, não com multidão, nem com tumulto.
19 Aos quais ainda é necessário comparecerem perante ti e me acusarem, caso tenham alguma coisa contra mim.
20 Ou, havendo eu me postado perante o conselho, digam estes daqui, eles mesmos, se acharam em mim alguma iniqüidade,
21 Exceto se for a respeito desta única fala que, tendo-me postado entre eles, clamei: 'Neste dia, sou julgado por vós a respeito da ressurreição dos mortos'."

22 Então Félix, havendo ouvido estas coisas, mais acuradamente antes já tendo conhecido as coisas a respeito deste Caminho (Jesus), pôs- adiamento a eles (aos judeus), dizendo: "Quando o comandante- de- milhares, Lísias, tiver descido, tomarei inteiro conhecimento das coisas de acordo com vós;"


23 Havendo ordenado ao centurião guardar- em- prisão Paulo, e a deixá-lo ter certa liberdade, e a ninguém dos seus (parentes e amigos) impedir servi-lo ou vir ter com ele.
24 ¶ E, alguns dias depois, havendo chegado Félix juntamente- com sua mulher Drusila (que era uma judia), este enviou a chamar Paulo, e o ouviu a respeito da fé em Cristo.
25 E ele (Paulo), de- forma- completa- argumentando a respeito da justiça e da temperança e do juízo estando- para vir- haver, então Félix, havendo-se tornado espavorido, respondeu: "Por agora vai tu e, em havendo eu recebido oportunidade, te chamarei."
26 E, ao mesmo tempo, também esperando que lhe serão dadas riquezas por Paulo, para que o soltasse; pelo que também (Félix), muitas vezes enviando (mensageiros) a chamá-lo (a Paulo), conversava com ele.
27 Mas, dois anos havendo sido completados, Félix recebeu por sucessor a Pórcio Festo; e Félix, querendo acumular graças com os judeus, deixou Paulo tendo sido acorrentado.



1   2   3   4   5   6   7   8   9


©livred.info 2019
enviar mensagem

    Página principal