Anti bruxaria na arquitectura



Baixar 88,16 Kb.
Encontro09.07.2018
Tamanho88,16 Kb.

ARS arquitectos



CL-98-1120

1998-11-09



MANIFESTO

ANTI - BRUXARIA NA ARQUITECTURA
Foi formada a Ordem dos Arquitectos Portugueses, esperando-se profundas alterações, há muito desejadas, e necessárias, parecendo oportuno o presente Manifesto ...
Sou Arquitecto, exclusivamente em Profissão Livre, e gostaria de ver debatidas as sugestões que aqui coloco, no sentido de se restaurar o conceito de Classe, bem como restaurar o respeito concorrencial, no exercício da profissão, situações há muito perdidas, ... pela exagerada força atribuída ao arqtº municipal ... que aliada à sua normal falta de princípios .... atirou esta profissão para o descalabro em que se encontra.
É também, com profunda amargura, que vejo, e sinto a forma incorrectíssima, de total desrespeito, como somos tratados nas Câmaras Municipais, desde o porteiro ao presidente, incluindo os nossos colegas lá empregados ... !!! ... até parece que somos criminosos ... !!! ... tratam-nos abaixo de cão ... !!!
Para sistematizar este documento, mais adiante referir-me-ei a estes aspectos, apenas para dar a noção do panorama geral ... que todos sentimos ... mas poucos o referem, ... e compreende-se ... !!!
Não se pense que é por falta de coragem, ... não ... isso não, ... pois o exercício da Arquitectura, exclusivamente em Profissão Livre, exige coragem ... e mesmo muita coragem ... cuidado ... !!!

A desmotivação é que é muita, pois já nem se acredita que tenha solução, ... e outros têm vergonha de referir terem sido insultados por um ganapo qualquer ... e decidem passar a dar aulas, ... ou abrem um cafézito, ... para sustentar a sua família, em dificuldades tremendas ... que só Deus sabe ... !!! ... outros ainda, apercebem-se, da verdadeira dimensão e natureza das perseguições que invariavelmente se sucedem, e não têm meios que lhes permita fazer face a esse tipo de situações, ... etc. etc., ... e o “regabofe” continua, ... atingindo as raias do ridículo, ... e até do crime ... !!!


Portanto, o contrário é que é a realidade, ... a falta de coragem é que impede muitos colegas de largarem o emprego na Câmara Municipal, ... --- ... !!!
E depois surgem as invejas --- “ele ganhou uns milhares de contos neste projecto, que sorte, e sou eu que tenho de o aprovar, e só com este ordenado ... “--- mas não se apercebem das despesas de manutenção de um Gabinete ... pagamentos a angariadores de trabalhos ... ordenados a pessoal permanente e a colaboradores ... impostos na ordem dos 35% ... viagens ... doenças ... e demais períodos mortos sem qualquer redução das despesas ... !!! ... venham para a Actividade Livre, que eu não me importo de ir para a Câmara ... nas condições do “regabofe” actual ... !!!
Mas também surgem os complexos de incompetência --- “este trabalho até está bom ... tenho de descobrir alguma coisa para mostrar que eu ainda fazia melhor ...“--- e então lá vem asneira ... --- “é muita área de construção para este terreno ... tem de cortar dois pisos “--- mas com que fundamento ... ??? ... os regulamentos estão respeitados ... !!!
E a vereação da Câmara Municipal, normalmente em coro, concorda --- “realmente é muita área de construção ... olhem só se não fosse o nosso arquitecto ... e a nós ... que até nos parecia um bom projecto ... e afinal ... não passava de uma vigarice ... o nosso arqtº é muito inteligente ...“--- ... !!! ... !!!
E a conversa de cabeleireiro começa, ... entre as mulheres, ... “ quem havia de dizer ... uma pessoa tão bem falante ... mas quem vê caras não vê corações “ ... !!! ...
E a conversa de café começa ... “ por falar no Bimbo da Costa, ... tu sabias que aquele gajo, ... ali, ... o Arquitecto, ... meteu um projecto que era uma porcaria ... aquilo era só aspecto ... o arqtº da Câmara é que topou, e não foi nisso ... “, ( como se o empregado da Câmara mandasse alguma coisa ) ... --- e um mais inteligente ainda, responde ... “ eu já tinha desconfiado ... mas ele a mim nunca me enganou ... havia qualquer coisa nele ... “ --- e diz o do lado --- “ cuidado, lá vem o gajo ... e com grandes sorrisos ... boa tarde, Sr. Arquitecto ... “... e a imagem deste Arquitecto já está sem conserto ... e o Porto sofreu mais um golo ... !!! ...
E o nosso Cliente recebe, ... nas nossas costas, claro, ... um ofício a dizer que o arquitecto dele fez tudo mal, não passa de um aldrabão, e tem 10 dias para “corrigir” o Projecto, - como se estivesse errado - ... sendo evidente que ... este Cliente não volta a encomendar novo trabalho ... !!! ... só daí a uns anos ... depois de ganhar experiência ... !!! ... e apanhar pela tromba um qualquer arqtº de Câmara a projectar para ele ... cura-se de vez ... !!! ... remédio santo ... !!! ...
A própria palavra “corrigir”, para além de ofensiva, constitui uma mentira altamente tendenciosa, .... o Projecto é uma proposta de construção, e poderá ter de ser alterado, mas nunca corrigido, porque o projecto está certo ... é muito diferente ... !!!
E o arqtº municipal fez um figurão ... à custa do sacrifício do seu Colega em Profissão Livre, ... de pleno direito, ... que passou fome ... e teve de pedir no café, por baixo de si, que lhe dessem de jantar até poder pagar ... e acaba por ter de aceitar por 500 contos um trabalho de 9.000 contos... !!! ... triste, mas foi a realidade, ... !!! ... e é a realidade de muitos Colegas nossos ...
Meses de discussão ... e, ... afinal, ... vendo bem ... enfim, parece ter existido um lapso ... !!! ... mas o lapso não trouxe o Cliente de volta ... e a difamação está lançada ... e, ... “ o Arquitecto não presta para nada “ ... “ por isso leva aqueles preços “ ... e a autoridade sobre as alterações em obra perdeu-se ... e assim se destrói intencionalmente um bom profissional ... !!! ...
Em qualquer lado do mundo isto é crime, ... e qualquer tribunal condenaria o lapso, e obrigaria a uma indemnização avultada ... !!! ... menos em Portugal ... !!! ... e o arqtº municipal ia para a cadeia ... para poder meditar um bocado ...
Mas, uma agravante surge ... e com todo o descaramento ... é que, logo ao lado, é aprovado um edifício com os pisos que afinal se pretendiam para o nosso projecto ... então já se percebe a natureza do lapso ... !!! ... e não seria caso para um rigoroso inquérito ... ??? ... e para uma rigorosa investigação policial ... ??? ... brada aos Céus ... !!! ...
E a vereação da Câmara Municipal continua ... ridiculamente ... a acreditar no seu arquitecto ... como se de um Deus se tratasse ... !!! ... chegando-se ao cumulo da desfaçatez ... de referir, em publico, a um qualquer investidor, ... que ---“ sabe como é, se forem os arquitectos cá da casa a fazerem os projectos, evitam-se muitos problemas, bem vê ...”--- ...!!!
E o construtor, ... que fez a sua 4ª classe em mil novecentos e troca o passo, muito à rasca para passar, e até já fez uns riscos, em tempos, ... resolve pensar ... asneira ... claro está ... ---“ realmente, o arqtº da Câmara é que deve ser bom ... até está na Câmara ... e o outro anda a fazer projectos porque não conseguiu emprego ... coitado ... mas eu tenho de tratar é dos meus negócios ... !!! “--- raciocínio normal ... o empreiteiro não tem tempo para se debruçar, ou preocupar-se, a descobrir os meandros de uma actividade profissional que não lhe diz respeito ...
Mas, e garanto-vos, o empreiteiro não é burro, porque se o fosse não seria empreiteiro, ... !!! ... e pouco tempo depois percebe a salgalhada da situação, e que, afinal é o contrário ... o arqtº da Câmara pouco ou nada percebe de Arquitectura ... e por isso não se atreve a sair de lá ... e então, para deixar de estar agarrado ao arqtº da Câmara, muda de Concelho para as suas obras, e aí sim, aprendeu de vez, ... nem quer ouvir falar de empregados de Câmaras ... o Arquitecto dele que trate de tudo ... --- “ onde quer que assine ?”--- ... --- “ veja se me faz um desconto ... “ --- e pouco mais.
Só vos digo, meus Senhores, --- o panorama é chocante --- !!!

Sugestões urgentes
Sugiro algumas ideias, de fácil implementação, ante a necessidade de uma grande volta nisto tudo, ... mas se a volta for de 360º, então fica tudo na mesma ... não resulta ...
antes de “a”

--- Todos os contactos entre a Câmara Municipal e o requerente devem passar a ser tidos através do seu Arquitecto, e nunca directamente.

--- Todos os requerimentos dirigidos ao Serviço de Obras, devem passar a serem subscritos pelo arquitecto, em representação do seu Cliente, mesmo o pedido de uma simples informação.

--- A direcção, ou qualquer contacto do requerente nunca deverá constar nem nos requerimentos, nem em nenhum elemento do Projecto.



a --- É fundamental e urgente, ser a Ordem a tomar a responsabilidade pela apreciação dos projectos, com o apoio de gabinetes isentos, ou seja, exclusivamente em Actividade Livre, restabelecendo-se o equilíbrio concorrencial da profissão --- o Projecto è instruído com os elementos do PDM da zona, distribuído simultaneamente a três Gabinetes privados para parecer --- muito fácil ... e só não interessa ao trapalhão ... que exerce a profissão através dum riscador qualquer, e outro assina ...
b --- Executar um Projecto-Lei que obrigue as Câmaras Municipais a afixarem, em local bem visível, a lista de Gabinetes, e/ou Profissionais Livres, residentes no Concelho, que podem, legalmente, apresentar projectos nessa Câmara, única forma de transmitir ao investidor a ilegalidade de muitas situações ... responsabilizando-o nessas ilegalidades.
c --- O arqtº municipal ficaria com a obrigação de instruir o processo com os elementos necessários à sua apreciação, e prestar os esclarecimentos que fossem solicitados pelos Gabinetes responsáveis pela apreciação do projecto, bem como ficaria com a obrigação de fazer cumprir o projecto, em obra, ... o arqtº municipal deve ser um colaborador nosso, dentro da Câmara Municipal, ... e é para isso que é pago, ... e deixar de ser o concorrente mais perigoso e descarado, pago por nós ... e reduziam-se as alterações em obra ... que são ilegais, mas todas as Câmaras aceitam, ... um “regabofe” pegado ... !!! ...
d --- O requerente, na Câmara Municipal deve ser representado pelo seu Arquitecto ... não tem que andar por lá a cheirar ... e, muito menos a discutir com o vereador das obras o Projecto do seu Arquitecto ... é o mesmo que duas hortaliceiras a discutirem a Teoria da Relatividade ... qualquer das situações é digna de um circo ...
e --- Seja de que maneira for, torna-se imperioso que o arqtº municipal deixe de ser um “ Deus do Olimpo “, ... aos olhos do investidor, ... capaz até de fazer milagres, de aprovação em tempo record, ... ou aprovar soluções contra todo e qualquer regulamento ... !!! ... uma vergonha ... !!! ... de autênticos garotos ...!!!
f --- Na sequência da alínea anterior, ... é imperioso que todos os arquitectos, municipais ou não, empregados ou em Profissão Livre, sejam simples mortais, ... dignificantes da Classe Profissional a que pertencem, ... e aqui começa a estar em jogo uma Classe que se pretende digna de respeito, e honrada, ao serviço da Sociedade Portuguesa.
g --- Desenvolvimento de acções de esclarecimento e formação, urgentes, aos políticos deste País, que lhes permitam terem a noção do ridículo, em que incorrem, quando se atrevem a discutir soluções de Arquitectura ... e muito menos questões urbanísticas ... isso tem que se lhe diga ... chega de asneira.
h --- Deste modo consegue-se uma participação activa, dinâmica, honrada, e democrática, de todos os Arquitectos, para com todos os Colegas, ... na defesa integra dos elevados valores do bom senso, verticalidade e igualdade de situações ... em beneficio de toda a Sociedade Portuguesa ... que nos merece ... e não pode continuar a ser aldrabada pelos trapalhões de vão de escada ... protegidos pelas nossas instituições ... na base de uma trapalhada de aldrabices ...

Reflexões sobre o panorama geral
--- não percebo nada disto ... !!! ... não percebo mesmo nada ... !!! ---
Médicos --- elevado sentido de Classe
Um qualquer médico chega a um hospital, para falar com os seus colegas, a fim de marcar uma intervenção cirúrgica para um cliente seu, ... mostra o cartão de médico, entra, e ainda recebe uma grande vénia do porteiro ... é o Sr. Doutor ... entrada automática ... circula no Hospital inteiro ... e os colegas internos combinam com ele a melhor altura, para essa intervenção, de acordo com a urgência do caso ... com elevado sentido de Classe ...
Mais, nem sequer admitem que o Administrador do Hospital, normalmente um Economista, interfira nas suas decisões de apoio a um colega ... numa atitude de integro respeito pela sua Classe Profissional ...
E muito menos admitiriam que se colocasse um médico, ou seja, - um Colega -, na sala de entrada das urgências, misturado com o publico, à espera da sua vez ... não dignificaria, sem duvida, a sua Classe Profissional ...
Um médico errou ... é humano, aconteceu ... entre eles discutem e até o repreendem, mas no exterior da Classe, ele fez o que pôde ... o doente é que não colaborou ... “bateu a bota” ... porque se tinha desprendido da vida ... portanto, um médico não erra ... nem se engana ... e o publico continua a respeitá-lo e a confiar nele.
Advogados --- elevado sentido de Classe
Um qualquer advogado vai ao Tribunal tratar de um processo de um cliente seu, sim, o advogado representa o seu cliente no Tribunal, ... mostra o cartão, e entra ... com direito à vénia do porteiro ... é o Sr. Doutor ... circula de lés a lés, fala com os seus Colegas do Ministério Publico, ... que o recebem de imediato, ou mandam entrar para um gabinete, para uma ligeira espera ocasional ... e até lhe perguntam se aceita um café ... com um elevado sentido de Classe ...
No exterior, é vulgar almoçarem juntos antes do julgamento, onde cada um faz o seu papel e defende as suas convicções, normalmente em sentidos opostos ... trata-se de Colegas da mesma Classe Profissional ...
Têm fácil acesso ao Juiz, nos casos que considerem necessários, sem terem que ficar misturados com o publico, à espera da sua vez ... ficava mal à Classe Profissional a que pertencem ...
Um advogado errou, porque não se lembrou de um edital qualquer ... é humano, acontece ... o cliente foi para a cadeia, ou teve de pagar uma grande multa, mais taxas, mais imposto de não sei quê, uma despesa bestial ... e pode ser repreendido pela Ordem ... mas para o exterior, não senhor ... de modo nenhum, é um bom advogado ... os factos é que não ajudaram ... impossibilitando-o de provar a sua teoria como verdade ... e o seu cliente, mesmo na cadeia, continua a confiar no seu advogado, e a recomendá-lo.
Oficiais da Armada --- elevadíssimo sentido de Classe
Um qualquer Oficial da Armada chega à Base Naval do Alfeite, ou a um qualquer navio de guerra Português, identifica-se, e entra ... automático ... com direito a sentido e continência do sentinela ... é o Sr. Tenente ... e, por deferência, dirige-se a cumprimentar o Oficial de Serviço, ou quem o represente ... e circula por onde lhe apetecer, normalmente a caminho da Messe de Oficiais ... onde o Comandante da Unidade o recebe, não o obrigando, de modo algum, a deslocar-se ao seu gabinete ... com elevado sentido de Classe.
Mais, tratando-se de um Oficial exterior àquela unidade, mais que certo, é convidado a almoçar com o Comandante, ou com o Oficial de Serviço em sua representação, na sua ausência ... a etiqueta é uma constante nos elementos da Armada de todas as nações ... mesmo em situações muito difíceis e incontroláveis ... dignificando toda uma Classe ...
Nunca um Oficial da Armada ficou na ponte de cais, misturado com o publico, à espera que lhe concedam autorização para entrar a bordo ... o mesmo sucedendo com qualquer marinheiro ... de Classes diferentes, mas são da Casa, e por isso a designação carinhosa de “Filhos da Escola” ... qualquer coisa de belo em relações humanas ...
Outras Profissões
Poderia citar imensas situações de comportamento demonstrativo de elevado sentido de Classe, ... tendo sempre presente que uma Classe constitui o publico da outra Classe, e por isso, podem ter a certeza, o publico nunca acaba, ... a Classe Médica é o publico num Serviço de Obras ...
O que não faz sentido ... e constitui mesmo uma aberração completa ... é tratar-se de, num Serviço de Obras, misturalhar em “salada russa” um Arquitecto ou um Engenheiro com o publico ... !!! ... e depois pretende-se que um construtor nos respeite ... como ... ??? ... isto nem um primata entende ... !!! ... e o meu gato também não entende ... !!! ...
Arquitectos --- ténue sentido de ... 4ª classe ( da primária atrasada )

--- deprimente ... !!!
Um qualquer arquitecto chega a uma Câmara Municipal, identifica-se, e ... sem direito a qualquer tipo de cumprimento, ... e muito menos uma vénia, ... é olhado de soslaio pelo porteiro, e mandado para junto do publico, esperar a sua vez ... é o gajo ... isto, no caso de ter acertado com o dia de atendimento publico ... !!!
Mas, como normalmente, tal coincidência não sucede, na maior parte das vezes apanha, pela frente, com a resposta de um qualquer porteiro carrancudo --- “o dia de publico é à Quarta feira” --- isto sem tirar os olhos do jornal desportivo, que finge estar a ler ... na mais grosseira das atitudes ... !!! ... louvável ... !!! ... para quem se consegue aguentar sem dar dois muros na mesa, e outros quatro mais oito na testa do porteiro ...!!!
Mais grave ainda, os próprios arquitectos empregados na Câmara, armados em “sopeiros”, ... também só recebem à Quarta feira ... em total desrespeito pela classe a que infelizmente pertencem, e me impedem de utilizar letra maiúscula na designação da nossa actual classe.
Mais ... qualquer leigo em Arquitectura, como um simples calceteiro, ou vereador de obras, ou presidente de Câmara, ou merceeiro, arroga-se no direito de discutir uma solução de Arquitectura, ... sem qualquer noção do ridículo da situação, ... convencidos que é o mesmo que discutir o aspecto da sardinha no mercado do peixe ... e com toda a tolerância e apoio dos arquitectos ali empregados ... uma autentica peixaria ... !!! ... que desgraça ... !!!
E, como uma desgraça nunca vem só, está à vista que, quando o Arquitecto autor do trabalho não é tratado aos berros, ... por pretender esclarecer a consistência das suas soluções, ... então mandam-lhe uma notificação escrita, com conhecimento ao seu cliente, a conotá-lo de malcriado, e sem sentido democrático ... !!! ... espantoso ... !!! ... é realmente espantoso o sentido democrático dos nossos políticos ... !!!
Realmente é caso para evocar as Palavras de Cristo, quando pregado na Cruz:

--- “ Pai, perdoai-lhes porque eles não sabem o que fazem “ ---
Efectivamente não sabem o que fazem ... !!! ... tratam mal quem lhes paga o ordenado, e lhes sustenta o local de trabalho ... !!! ... e, ainda por cima, discutem o que nada percebem ... ou será por telepatia instantânea que os políticos passam a perceber de arquitectura ... ??? ... após ganharem umas quaisquer eleições ... autárquicas ... ??? ...
E então ... se um Arqtº tem o azar de se distrair ... e se enganar numa conta de somar ... está frito ... !!! ... intenção de crime ... !!! ... vem logo o fazedor de riscos lá do sítio, armado em não se sabe o quê, informar o presidente ... “ ... tenha cuidado com este marmelo ... olhe só esta conta ... isto foi para nos fintar ... o que vale é que eu topo estas coisas ... já os conheço ... “ --- e o presidente pensa ... asneira ... como habitualmente .... “ ainda bem que este topa estas coisas ... vou fazer um figurão ... o Arqtº não me finta ... vou mostrar que sou mais inteligente do que ele, ... isto até me dá cá uma jeitassa para mais uns votos ...
E manda o assunto para apreciação do arqtº lá empregado ... só para ter a certeza que não se engana ... e lá vem asneira da grossa ... pois claro ... trata-se de lixar um Colega, e então até fica cego ... “ ... é claro que não sabem fazer projectos ... como é que se atrevem a pegar neles ... esquecer uma cota, ou errar uma conta de somar, devia dar cadeia ... porque ... ( e lá vem o resto da asneira ) ... isto foi para nos enganar ... é preciso passar a pente fino os projectos deste gajo ... “... !!! ... mas a realidade não pára aqui ... !!! ...
Todos se esquecem que tiveram os mesmos professores ... durante anos de Curso Superior ... e, que me conste, a Câmara Municipal não ministra cursos de arquitectura ... !!! ... só se for por telepatia ... através do riscador lá do sítio ... !!! ... numa Câmara Municipal ... tudo é possível ... até fazem milagres ... em concorrência desleal com a Nossa Senhora ... !!! ... mas as coisas conseguem passar os limites da demência ... !!! ...
Se o nosso Cliente quer ser um tipo cordato com a Câmara Municipal, ... e, ... logo numa primeira sugestão do empregado da Câmara, lhe faz a vontade, ... cedendo de imediato uma faixa de 8.00 m ao longo de todo o arruamento, sem pedir contrapartidas, ... então inviabilizou o loteamento para sempre ... !!! ... é a única altura em que Deus está solidário com o Diabo, e ficam os dois de boca aberta ... de pasmo ... !!! ...
Com efeito, numa situação destas ... o arqtº da Câmara pensa logo, como é hábito, tudo pela negativa, ... e de peito aberto, ... com o Rei na barriga ... dá inicio à embrulhada ---“ está aqui alta vigarice ... “--- e a vereação, ... em coro, ... reconhece ... mal, ... pois claro --- “ ... realmente está aqui alta vigarice ... e decidem, como sempre, ... pelo lado da asneira ... e pariram um EDITAL - avisa-se a população que aquele investidor anda a vigarizar as pessoas ... - “ ... mas aonde ... ??? ... está tudo de acordo com a legislação ... está tudo de acordo com o que a Câmara nos pede ...
E então surgem as invenções sobre invenções ... e, “... o Arqtº é um chato porque não pára de fazer perguntas, e a malta já não sabe como lhe responder ... “ ... e um bom Projecto, digno de uma Defesa de Tese, ao fim de 12 anos ainda não está aprovado ... e o investidor já morreu, ... e o presidente que pensou a primeira asneira, já viu o filme todo ... e o seu tremendo erro ... e já tentou, por todos os meios, esclarecer que não existe qualquer vigarice ... mas os tecnicozinhos de cérebros empedernidos ... por excesso de tempo na Câmara ... ainda andam à procura da vigarice ... porque eles nunca erram ... !!! ... isto é a verdade ... !!! ...
E então mudam a Lei ... ora que grande ideia ... e dizem logo, todos em coro ... a uma só voz, ... absolutamente convictos das suas capacidades --- “ cá está ... concerteza que não se poderia aprovar o projecto há 12 anos ... pois a lei que o contrariava só saiu a semana passada ... nós somos inteligentíssimos ... “ --- e a barriga até lhes cresceu ... mesmo antes da resposta do Arqtº que, com duas palavras, prova facilmente que o projecto continua a cumprir a Lei, ... pois a Lei é que se apoiou nas opções daquele projecto, permitindo que um qualquer legislador fosse muito aplaudido ... e volta tudo ao mesmo ... e depois eu sou o chato ... !!! ...
Para se dar cabo de um Colega em Profissão Livre, ... chega-se ao cumulo de alterar um PDM, depois de aprovado, ... para haver motivo que justifique o indeferimento de um Projecto maior ... executado de acordo com as condições desse PDM, e em reuniões periódicas com os autores desse PDM ... e, este crime, foi com a anuência do próprio Ministro da Tutela ... !!! ... e desgraça-se assim um Arqtº que é convidado a receber uma Aurea Honoris Causa, em Nova York, e não tem dez tostões para a viagem, e teve de desconhecer o convite... !!! ... por vergonha, ... desta 4ª classe de arquitectalhos a que infelizmente pertence ... !!! ... revoltante ... mas é a verdade ... !!!
Com engano de contas ... ou sem engano de contas ... inventa-se sempre, e invariavelmente, um processo de dizer que alguma coisa está errada num Projecto, ... sim um Projecto não pode ser aprovado à primeira, ... milagres desses, nem a Nossa Senhora consegue, ... é segredo de riscalhadores indefinidos ... e o Arqtº que fique caladinho, ... senão arranja-se logo uma invenção qualquer para destruir publicamente esse Arqtº ... seja ele qual for ... numa demonstração clara e inequívoca de evidente ausência dos mais elementares princípios da condição animal ... !!! ... sim, até os animais da mesma raça tem a noção de Classe e apoiam-se mutuamente ... !!! ... afinal, ... em que grau da animalidade se encontra o arquitecto ... ??? ...
Por muito incrível que seja, ... e aberrante mesmo, ... todo este documento se apoia em factos reais ... que não são os - “ ficheiros secretos “ - estão acessíveis ao publico ... e posso apresentar documentos ... !!! ... mas o que é preciso é que estas coisas não se saibam, ... para não colocar a Douta classe dos trapalhões em cheque, ... sejam eles políticos ou técnicos, ... andam de braço dado, ...


A pergunta



Pretende-se criar uma Classe de Arquitectos ou não ... ???
No caso de se pretender continuar com esta 4ª classe de arquitectos, refiro então, e muito claramente, que a Ordem agora criada não tem qualquer razão de ser, e será uma fantochada ... não passando de uma volta de 360º.... ( parece que não me enganei nas contas )...
Se, pelo contrário, pretendemos criar uma Ordem de Arquitectos, e que esta funcione como tal, no seio da Sociedade Portuguesa, tal implica o estabelecimento de uma Classe de Arquitectos, ... o que vai ser difícil ... será o mesmo que transformar granito em terra arável ... !!! ...
Pessoalmente, aconselharia uns cursos de formação, com incidência em matérias de ética profissional, educação, etiqueta geral, postura profissional, ... e talvez se consiga dar o primeiro passo ... para se dar inicio à Classe Profissional merecedora do respeito que deveria merecer ... trata-se de uma das primeiras Classes Profissionais do mundo ...
A abordagem de alguns casos concretos poderá ser útil, neste documento, permitindo maior clareza de visão ... e até mais adequada compreensão deste manifesto.

Indicadores de casos concretos
Facto 1 --- Um colega, empregado de uma Câmara Municipal, apreciou um Estudo Prévio, para um terreno com 20 m de profundidade, numa rua da Cidade, em zona consolidada, face ao PDM, integralmente de acordo com a Legislação em vigor, referindo que --- “ ... o Estudo tinha “erros” ... estava todo mal ... era muita área de construção para aquele terreno ... “ --- , e, sem qualquer apoio legal, corta-lhe dois pisos ... implicando as perdas de tempo que se conhecem, ... esclarecimentos que apoiavam a nossa solução, defesa dos nossos pontos de vista, ... etc. ... etc. ... propondo-se um recuo da fachada, ... enfim ...
O Projecto deu entrada na Câmara Municipal, e, 2 ou 3 ou 4 meses depois foi aprovado, após ainda umas correcções a “erros” ( que eram propostas ) ... muito importantes nas plantas ... !!! ... de apenas uns centímetros ... !!! ... importantíssimo ... !!! ... só na obra é que tudo pode ser como o pedreiro quer ... aí já nada é importante ... claro ... a fachada já ficou estragada ... !!! ... mas um pedreiro não comete erros ... ficou foi tudo ao contrário ... !!! ... o Arquitecto é que já devia ter projectado assim ... ora pois ... !!! ...
Nesta altura é aprovado um projecto, no terreno ao lado, todo ele às varandinhas, como na casa da mariquinhas ... num terreno muito mais pequeno ... com uma área construtiva igual ou superior ao nosso ... sem qualquer tipo de problemas ... de ser ou não muita área de construção ... !!! ... e esta ... ???... até sem necessitar de qualquer recuo ... !!!
Mais, ... ocupação integral do terreno em todos os pisos, ... sem qualquer logradouro, e em contrariedade com o RGEU ... abafando totalmente uma moradia habitada e bem conservada.
O Arqtº Leão apresentou um protesto à Câmara Municipal, tanto na sua qualidade profissional de Arquitecto, como de munícipe, referindo a presença de um grave erro urbanístico, ... e apresentando sugestões urbanísticas consistentes, ... !!! ... ora que chatice, ... e, sem qualquer tipo de resposta, ou comentário ... antes pelo contrário, a licença de construção foi passada um ou dois dias depois ...
Que pouca vergonha é esta ... ??? ... que gentalha é esta ... ??? ... haja um mínimo de respeito ... nós conquistamos um Curso Superior, com muito sacrifício, que nos permite a autoridade de exigir respeito ... e respostas às nossas perguntas e preocupações, na defesa de uma população que pagou os nossos professores ... não somos merceeiros eleitos por engodos propagandisticos ...
Referencias ----- Local - Concelho de Faro

O empregado da Câmara - arqtº Santos



Obra - R. Justino Cúmano - Faro
Facto 2 --- Um Projecto em dois blocos está aprovado, e, no dia de levantar a licença de construção, um requerimento de uma vizinha, - despachado no próprio dia, - travou esta acção, como se se tratasse de uma Providencia Cautelar num Tribunal ... !!! ... e, perante um fundamento nulo, ... quando muito, discutível .... !!! ... mas ... partiu-se logo do princípio que o Arquitecto é que era o vigarista ... !!! ... situação esta ainda posta em duvida pela Jurista ... mas assumida de peito aberto pelo arqtº empregado na Câmara ... como não podia deixar de ser ... !!! ... este vai pertencer à Ordem dos Arquitectos ... ??? ... sem uma envernizadela que o disfarce de polido ... ??? ... ora ... ora ... já está a correr mal ... deveria ser exigido um mínimo de polimento ...
O requerimento era de partir o côco a rir ... invocava o Art.º 73º do RGEU ... aplicado a uma empena, no limite do terreno, ... sobre uma janela executada ilegalmente numa casa velha, fora do alinhamento definido para a rua, em recuperação urbana ... e os despachos eram mais disparatados ainda ... venha o Diabo e escolha ... e o Diabo andou por lá ... sem duvida ... !!! ...
O Gabinete autor do Projecto contactou telefonicamente a Câmara, e a Jurista referiu que gostava de falar com o Arqtº Leão sobre o assunto ... para poder emitir a sua informação de forma consistente ... pois perfeitamente ... marcou-se uma reunião para o dia seguinte às 11.00 horas da manhã, ... bem cedo ... para não estragar o dia a ninguém ...
No dia seguinte, o Arqtº Leão fartou-se de esperar, num corredor, para mostrar à Jurista o Art.º 1º ou 2º do mesmo RGEU e esclarecer o assunto ... e, qual o seu espanto quando a Jurista, lá empregada, lhe transmite, com todo o desplante, que a informação já tinha sido dada, e, --- “... o pior é quando as pessoas reclamam ...“ --- como se o Arquitecto autor do Projecto estivesse a atirar o barro à parede a ver se cola ... !!! ... e acaba assim a reunião ... que nem começou ... com uma retirada a bater com a porta ... em sinal do máximo desprezo que esta sujeita merece ...
Por sua vez, a Douta opinião do arqtº, lá empregado também, era que a empena tinha de ficar afastada 3.00 m da importantíssima janela ... para não me alongar, aquilo era absolutamente ridículo ... seria impossível a renovação urbana ... !!! ... mas, ... e mesmo que assim fosse, o bloco mais afastado poderia ser iniciado ... permitindo a evolução da discussão do assunto, sem prejuízos ... mas não ... o que era preciso era causar prejuízos fortes, com as equipas de obra paradas ... mas a receberem ordenados ... !!! ...
Quatro meses de discussão ... com o pessoal da obra parado ... com Juristas a meio ... respostas do meu Gabinete ... consultas a Juristas exteriores à Câmara ... e por aí fora, ... perdas de tempo ... uma carga de trabalhos, ... e concluiu-se que a empena estava bem localizada ... isto de acordo com uma série de Doutos argumentos jurídicos, e palavreado caro ... quando tudo se resumia ao Art.º 1º ou 2º do RGEU ... !!! ...
No final de contas, e durante a obra, viemos a saber que a vizinha ... uma boa mulher ... só pretendia uma reparadela no telhado da casa dela ... e, ... como já era de esperar, ... na Câmara é que lhe aconselharam este caminho, para depois anular o requerimento em troca desse trabalho ... imaginem só, meus senhores, como é retorcido o pensamento daquela gente ... !!!... só era preciso transmitirem isto ao Arqtº Leão ... e ninguém perdia tempo ... !!! ... tão simples como isso ... !!! ... mas não ... !!! ... a maldade e inveja acima de tudo ... !!! ... há que inventar prejuízos aos Clientes dos Arquitectos em Profissão Livre ... e há que inventar trabalhos desnecessários ... ora pois ... !!! ... e são isto colegas ... ??? ... desculpem ... mas não os aceito como tal ... !!! ... ou então terão de fazer uma Ordem dos Arquitectos só para mim ... !!!
Referências ----- Concelho - Faro

Empregados da Câmara - Dra. Isabel Coelho

- arqtº Santos

Jurista exterior à Câmara - Dr. Pereira Coutinho

Obra - prédio na Rua Professor Dr. Bento Caraça - Montenegro
Notas ----------- Depois de tudo isto ... tive pena da vizinha ... altamente enganada por elementos da Câmara, ... ciosos de fazer mal, a quem lhes paga o ordenado ... !!! ... e o telhado foi consertado ... !!! ... e o seu custo foi inferior ao que se pagou ao Consultor Jurídico ... !!! ... isto é gente ... ??? ... e andamos nós a pagar impostos para esta tropa ... ???... por amor de Deus, ponham esta malta a trabalhar ... e o País começa a ser um Pais ... !!! ...
Facto 3 --- Dois anos de Estudos e reuniões durante a execução de um Estudo Prévio, para um edifício comercial, num terreno inserido num loteamento aprovado, ... tudo servia de desculpas para a rejeição do Pedido ... !!! ... e, por falta de mais argumentos, o Estudo Prévio lá foi aceite.
O projecto foi executado, cumprindo escrupulosamente todos os pontos estabelecidos no Estudo Prévio, e a informação dada, refere isso mesmo ... transmitindo parecer favorável ... mas ... e como não podia deixar de ser ... ainda havia uma na manga ... para lixar tudo ... !!! ... e nesta eu embarquei como um anjinho ... sendo evidente o uso da má fé ... contra a minha boa fé ... !!! ...
nesta altura, ... com o Projecto todo concluído, ... e, com um parecer muito bonito, a fazer um figurão, ... só se condiciona a aprovação do Projecto, ao parecer do IPARR ... !!! ... face a uma janela qualquer, ali ao lado, que ainda cai antes disto estar resolvido ... !!! ...
Como o loteamento se encontrava aprovado, estava convencido que as orientações da Câmara, já seguiam pré-definições daquele Organismo ... !!! ...
Ora, se não existiam orientações muito concretas do IPARR, ... então faziam-se essas consultas durante a fase que antecedeu o Projecto ... como seria lógico ... entre pessoas vulgaríssimas ... !!! ... mas não ... !!! ... entre esta cambada de garotos ... as atitudes decentes são impossíveis ... !!! ... e querem fazer parte de uma Ordem dos Arquitectos ... ??? ... inadmissível ... !!! ...
Ora, o Arqtº Leão pegou no telefone e perguntou o porquê de só agora se colocar esse problema, que poderia perigar todo o trabalho, ... como perigou mesmo ... e, ... a resposta do arqtº empregadinho da Câmara, foi espectacular, digna da camisola amarela do ridículo... ( ... se o leitor estiver em pé, é melhor sentar-se ... ) ... referindo que --- “ é o PDM que obriga a essa consulta ... e o PDM não se refere ao Pedido de Informação Prévia, ... só se refere ao Pedido de licenciamento ... “ --- bem ... alguém pode explicar isto ... ??? ...
Esta interpretação do PDM é no mínimo de BURRO, ... e eu prefiro ser também burro, ... pois nem quero acreditar que se trate de alta sacanagem, como está patente com toda a evidencia ... !!! ...
Referencias ----- Local - Portimão

Empregado da Câmara - arqtº Fernando Rui

Obra - Lote 11 da Quinta do Morais - Portimão
Facto 4 --- Reuni-me com o arqtº da Câmara, em representação de um meu Cliente, para ver o que estaria previsto numa zona, e as condições do PDM, a fim de se adquirir um terreno ... que daria para 270 fogos, com grande percentagem de T1, podendo-se utilizar tipologias diferentes, desde que se mantivesse a área de construção ... tudo bem ...
Estudei o assunto e garanti 230 fogos, em esquiço, tendo ido à Câmara 3 ou 4 vezes tratar deste assunto, ... quando o Cliente me telefona a referir que o arqtº da Câmara queria entregar-lhe uns papéis relacionados com aquele assunto, e marcaram um encontro no foyer dum Hotel ... ao qual apareceram o arqtº da Câmara, o arqtº de outra Câmara, e uma arqtª, mulher daquele ultimo.
Nesse encontro, sugeriram que o trabalho lhes fosse entregue a eles ... e que sabiam que o assunto já estava a ser tratado por mim, ... e que me conheciam muito bem, ... que eu até era um gajo porreiro, ... mas eles conseguiam meter mais 50 fogos ...
O meu Cliente referiu-lhes que não estava a gostar daquela atitude, e disse-lhes que só largaria o Arqtº dele se lhe garantissem mais cem fogos ... isto, para que não pudessem aceitar ... mas iriam falar com o presidente ... e talvez ... bom, no dia seguinte telefonaram a confirmar esses mais cem fogos ... !!! ...
É de toda a evidencia que tive de ficar sem o trabalho ... e, para defesa do investimento de um Cliente meu, tive de ficar calado ... e perdi um contracto de 35.000 contos ... !!! ...
Se eles não soubessem da minha existência ... embora incorrecto ... eu não levaria a mal ... !!! ... mas, e o que é chocante, foi o roubo de um trabalho já entregue a outro, que era eu, ... aproveitando-se de uma instituição paga por todos nós ... !!! ... isto é roubo, e o roubo é crime, e este é crime qualificado ... dada a premeditação do roubo ... !!! ... com todas as agravantes, nomeadamente a de saberem que estavam a roubar o pão a um Colega ... que vive exclusivamente do seu trabalho, sem qualquer tipo de ordenado, ... e que já tem a infelicidade de ter a sua mulher paralítica ... e por isso é ele sozinho a sustentar a família ... !!! ... este crime é idiondo ... !!! ... a cadeia é leve de mais para este tipo de gente ... !!! ... e é com isto que se pretende formar uma Ordem dos Arquitectos ... ??? ... Como ... ??? ... não posso aceitar criminosos desta estirpe como meus colegas ... !!! ...
Referencias ----- Concelho - Silves

Empregado da Câmara - arqtº Matias

Os outros sócios - arqtº Quirino - empregado na Câmara de Loulé

- arqtª Margarida Quirino - independente

Obra - Três Lotes à saída de Armação de Pêra
notas ----- o Cliente referiu que se eu falasse negava tudo;

mantenho em gabinete alguns elementos de prova;

uma investigação policial facilmente reúne as outras provas;

o nome do gabinete de projectos é - “ d’ arquitectos “-


Factos N >100 --- poderia citar centenas de factos tão aberrantes como estes, dos quais eu não saberia escolher os 80 mais graves, pois todos estão plenos de requintes de malvadez ... !!! ... e todos se apoiam em Organismos que sustentamos com os nossos impostos ... !!! ... e todos constituem descarados atentados à ética profissional ... !!! ... e, pretendo ser burro, ... para não ter de perceber que todas estas atitudes são de evidente proveito próprio ... de uns quantos gabinetes de vão de escada ... entregues a um fazedor de riscos qualquer ... !!! ... e quando não se consegue o proveito próprio, inviabilizam todo um empreendimento, muitas vezes já com mais de um milhão de contos enterrados ... !!! ... com licenças passadas ... !!! ... enfim ... um caos de malvadez inacreditável ... !!! ...
Estas coisas não podem continuar assim, pela sua imoralidade intrínseca, para além da corrupção mais que evidente e descarada, a que todos os dias o Arquitecto em Profissão Livre está sujeito ... e o descaramento disto é que é chocante ... !!! ...
Esta corrupção cinzenta, sem rosto, de todos os dias, é que se torna perigosa, e é necessário combater, já que é impossível acabar com ela, mas devemos, e podemos diminui-la para à décima parte ... é nosso dever ... mesmo correndo riscos de toda a ordem ... e a Nação espera isso de nós ... estas coisas são faladas publicamente ... nos cafés ... por toda a gente ...

Eu não acredito em bruxas ... mas lá que elas existem ... isso é verdade ... !!! ...
Sim, esta corrupção é muito mais grave do que a grande corrupção, de grandes interesses económicos, que até saem nos jornais, para desviar as atenções ... mas nunca a grande corrupção tirou o pão a alguém ... !!! ... quando muito permite que um tipo passe umas férias melhores ... ou adquira uma moradia não se sabe como ... mas todos eles continuam a viver bem ... !!! ... então até me faz rir ... ora ... ora...
Agora, esta corrupção de todos os dias ... cautela ... !!! ... dói mesmo ... porque atinge directamente a classe social mais pobre, que é a classe média ... !!! ... que não tem nenhum Ministro a defendê-la ... não tem subsídios de coisa nenhuma quando nos roubam tudo ... ou quando temos um acidente ... !!! ... nem tão pouco temos o direito de manifestar as nossas dificuldades ...
Este tipo de corrupção atinge toda uma classe média, que tem de pagar tudo mais caro, quando podia ser tudo mais barato, ... e, no caso específico dos Arquitectos, esta pequena corrupção rouba-nos pão, ... a nós e a todos quanto de nós dependem ... fazendo perigar a sobrevivência de famílias inteiras ...
Ainda, este tipo de corrupção impede-nos de dar bom trabalho, e boa assistência, a quem precisa do nosso trabalho ... !!! ... e, por outro lado, também os empregados sem escrúpulos, ... com gabinetes de vão de escada, por onde passam depois do emprego, ... também não conseguem produzir nada de jeito, nem no emprego, nem no tal vão de escada, prejudicando tudo e todos, ... e, quem faz arquitectura, afinal, são barbeiros fazedores de riscos ... !!!
A Ordem agora criada vai continuar a permitir que os seus elementos continuem a enganar toda uma população ... ??? ... quero saber qual a posição que a Ordem vai assumir, perante estas situações ... !!! ... tenho esse direito, ... e mais, tenho o dever de exigir o que me é devido ... !!! ... e é-me devida uma resposta .
Façam uma séria definição de carreiras, ... cada macaco no seu galho ... e penalizem com dureza os infractores, ... ou aplique-se outro meio qualquer, ... mas deixem que os valores sobressaiam, ...
Isto é, ... deixem que a população possa usufruir com plenitude dos nossos conhecimentos e valores, ... deixem que os Arquitectos possam ter direito de projectar Arquitectura, e, através do seu trabalho, tenham o direito ao seu ganha pão, ... e, essencialmente deixem que o Arquitecto não continue a sentir vergonha da 4ª classe a que pertence.

Atendimento
Isto anda tudo às avessas ... !!! ... então uma Câmara, que deveria apoiar o nosso trabalho, constitui a nossa maior fonte de problemas ... ??? ... e, como se isso não bastasse, ainda nos tratam como vigaristas e criminosos ... e ainda se armam em nossos patrões, marcando-nos um dia para falar com eles ... ??? ... alto aí ... onde é que isto vai parar ... ??? ... somos nós que lhes pagamos o ordenado ... eles é que estão ao nosso serviço ... e quem pode marcar um dia para falar com eles, sou eu, no meu Escritório ... !!! ... assim é que está certo ...

Mais um facto ----- Um dia, por volta das 15.45 horas, ou até já passava, telefonei para um gabinete ... desses, de vão de escada ... e atende-me um Carlos Custódio qualquer, a quem perguntei se o arqtº estava por aí ... e fiquei espantado com a resposta inteligentíssima que recebi, --- “ o sr. arqtº hoje foi mais cedo para a Câmara, se quiser deixar recado ... “ --- olhei para o relógio convencido que me tinha enganado nas horas ... como ... ??? ... não me enganei nas horas, ... e já sabia que assim era ... espantou-me foi verificar que é tudo à descarada ... ultrapassa todas as marcas ... alguém me explica o que é isto ... ???
Referencias ----- Concelho - Faro

O gabinete - Trialgar

o arqtº empregado na Câmara - arqtº Palma

( que devia estar na Câmara Municipal ... é pago para isso )


Perante este facto, então já percebo a razão de ser do tal dia de atendimento publico ... onde todos os Arquitectos são misturalhados com o publico, sem qualquer dignidade ou respeito ... sem qualquer tipo de condições ... e a delicadeza é coisa que se não conhece ... !!! ... se calhar é proibido ... não sei ... !!! ... mas a deselegância de tratamento é uma constante ... !!! ... o porteiro até acaba por ter razão em não nos cumprimentar ... !!! ... se calhar ... ele até pensa que arquitecto é o nome que se dá a um pedinte que ainda não anda esfarrapado ... !!! ... mas pouco falta ... !!! ...
Bem, conheço uma única Câmara no País, nas imediações de Lisboa, onde a delicadeza existe ... o pessoal que lá trabalha até se senta connosco no café ... sem qualquer problema ... são nossos Colegas.
Mas continuando, realmente era um sarilho, o cumprimento do horário a que se comprometeram quando tomaram posse ... não lhes restava tempo para verem o que é que o riscador lá do sitio tinha feito ... normalmente num quiosque perto da Câmara Municipal ...
Ora, imaginemos agora, ... um Arquitecto que se debate com uma duvida à Quarta feira à noite, ... só é atendido daí a oito dias, para se esclarecer, ... isto com prazos a correr, ... !!! ... tranquilizante ... !!! ... tudo isto é tranquilizante ... !!! ... !!! ...
Mas, se nesse dia o vereador das obras resolve não aparecer, ... por uma desculpa qualquer, ... pura e simplesmente telefona-se para casa do Arqtº Leão às 10 da madrugada, alterando-lhe a reunião, para oito dias depois ... !!! ... porque o dia de atendimento publico é só à Quarta feira ... !!! ... ??? ... nem numa situação destas se pode atender o Arqtº à Quinta feira ... ou à Sexta ... o ideal ... até era arranjar processo de nunca se atender o Arqtº, ... mas ... como se disfarça de publico ... lá tem de ser atendido ... !!! ...
Eu até nem sei o que pensar disto ... acordar uma pessoa de madrugada para um descaramento destes ... ??? ... o Arqtº Leão tem o seu Escritório, para onde devem ser dirigidos os contactos profissionais ... agora para casa ... ??? ... que falta de decência é esta ... ??? ... que politiqueiros são estes ... ??? ... e que abuso é este ... ??? ... para exigir é preciso cumprir ... !!!
Visto isso, e depois de tudo isto, o mais perigoso é quando o dito Arqtº Leão, ... já na reunião, refere ao vereador, que está chateado com ele, porque o Eng. Bernardes entrou na sua hora de reunião ... meu Deus ... berros e mais berros ... porque não admitia que se duvidasse que ele tinha ido com a sua filha ao Hospital ... !!! ... alguém terá percebido isto ... ??? ... é que eu também não ... !!! ... só se a filha daquele vereador é o próprio Eng. Bernardes ... !!! ... nas Câmaras tudo é possível ... !!! ...

( o vereador era um tal David Santos, da C.M. de faro )


Dado que este assunto me preocupa, ... e com certa razão ... pedi à Câmara que me esclarecesse, - se afinal o Eng. Bernardes é, ou não é, a filha do vereador - mas a Câmara não responde ... !!! ... e continuo preocupado ... e já insisti várias vezes naquela pergunta, e ainda não obtive resposta ... !!! ... talvez não saibam escrever, ... e têm de pôr a língua de fora para fazer a volta do “i”, ... e isso leva tempo ... !!! ...
Mas, nas outras Câmaras é a mesma coisa ... !!! ... e com os outros Arquitectos em Profissão Livre, é também a mesma coisa ... !!! ... só mudam os nomes e os locais ... !!! ... e, se um qualquer de nós tem a distracção de fazer uma pergunta, ouve logo, todo o tipo de berros sobre berros ... !!! ... e se escrevo ... ou não me respondem ... ou sai grossa asneira quando o fazem ... !!! ... não se entende isto ... !!! ...
Bem, quando acabasse este manifesto, teria escrito um livro completo, com o titulo:

Arquitectura em Portugal


----- o insólito existe -----
Penso ter dado a visão do panorama geral, que é preocupante, ... o “regabofe” é geral ... e sem qualquer tipo de responsabilidade ... e é fundamental que a Ordem crie condições para travar este descalabro de coisas, e pode ser travado ... e, perante certos atentados ... tem de se estudar um processo para a sua punição ... quanto mais não seja, por um pedido de desculpas ... porque a reconciliação exige o perdão ... e este só pode ser concedido perante um pedido de desculpas ... !!!
No meu caso pessoal, esclareço que, tal pedido de desculpas terá de ser muito bem elaborado, bastante convincente e muito elegante ... caso contrário não aceito ... a não ser com uma “cunha” muito bem metida ...
Desde já me coloco à disposição para uma colaboração efectiva com a Ordem que agora nasceu, no sentido de termos uma Classe de Arquitectos ... e, ... não obstante a forma de me expressar, muito característica, sinto os problemas, ... desde há muito, ... e não me tenho escusado a sacrifícios ... com perseguições de toda a ordem, na defesa de uma nossa Classe de Arquitectos, independente do poder político barato, ... em liberdade concorrencial ... com dignidade ... e com respeito e consideração pela ética profissional.

Francisco da Cunha Leão








©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal