Agosto Diocese de Lichinga, C. P. 111, 90100 Lichinga – Niassa Caros



Baixar 5,76 Mb.
Página10/10
Encontro27.09.2018
Tamanho5,76 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10

VIVER É UMA ARTE



Transformar o sofrimento de Cristo em fonte de paz
Quando olhamos em redor, percebemos logo que há uma constante na vida humana: “o sofrimento”. E este tema pode levar-nos a melhor reflectir e encarar a vida presente. Quanta angústia e dor que mancham o coração de cada pessoa? Vamos ao concreto: temos as memórias e imagens das catástrofes naturais, como as secas, os ciclones, as cheias, os terramotos, incêndios, guerras, como escrevem alguns políticos (os que vivem pelas armas, pelas armas morrerão). Tudo isso, muitas vezes, provoca migrações.

Façamos menção da mensagem de Sua Santidade Bento XVI, quando escreve para o dia Mundial do Migrante e do Refugiado, 2012: “as migrações, dentro ou para fora da nação, como solução para a busca de melhores condições de vida, ou fugir de eventuais perseguições, produziram uma mistura de pessoas e de povos sem precedentes e com novas problemáticas, do ponto de vista, não só humano, mas também ético, religioso e espiritual”. Não obstante, o sofrimento atinge todos. E é frequente as pessoas sentenciarem-se ao slogan “nasci para sofrer”. Mas não sofrem a mente, nem a fisionomia. Daí fica o trabalho ao nosso critério: como mobilizar a gente para juntos lutarmos contra a pobreza absoluta, que assola em algumas camadas sociais.

Porém, sabemos quão facilmente, nestas últimas décadas, a ciência e a tecnologia têm conseguido neutralizar a dor física (uso de maquinarias). Mas o sofrimento faz sentir-se sempre e sem excepção de pessoas: o jovem sofre por ser jovem; sofre o velho por ter idade avançada; sofre o pobre por ser pobre; sofre também o rico por ser rico. Por tudo isto, merece ser dito que o sofrimento é um “manjar” que jamais faltará na mesa da festa da vida humana, se não olharmos o irmão com olhos de amor.
Pe. Bernardo Diquissone

PAPEL DO EDUCADOR CRISTÃO

O Educador é Educador do Reino de Deus, do Deus da vida revelado no caminho do Ser Educador, e não fora dele, pois é justamente no caminho que se aprende a fazer e a ser. A missão é partilha: dar e receber, aprender e ensinar. É um caminho que é construído na proximidade com outro, calçando as suas sandálias. Ser Educador cristão é caminhar no caminho do despojamento, da criatividade, da autonomia responsável, é itinerância e busca, é proclamação de esperança e denúncia de toda a injustiça, é escuta e testemunho é, no entanto, uma radical entrega da própria vida ao projeto de Deus. Assim o educador não tem medo de possíveis perseguições, manifesta confiança e entrega total a Deus que nos unge da coragem necessária para fazer uma educação humana e cristã de qualidade.

A Educação é essencialmente um acto missionário. A força primordial vem dos discípulos de Jesus, ao qual nós hoje damos continuidade da nossa forma, aceitando o convite de dialogar com o universo globalizado que criou uma estrutura de dominação, a hegemonia do mercado, o forte processo de exclusão, o pluralismo cultural que não deixam de ser uma contradição da globalização, são fatores que desarticula as iniciativas educacionais, mas não o suficiente, porque somos educadores cristãos que acreditamos num mundo mais humano, solidário e fraterno.

O Educador Cristão deve desenvolver a capacidade de dialogar, que é um pré requisito básico para conhecer a comunidade educativa da qual faz parte, ser humilde e evitar a agressão arrogante, colocar-se numa atitude de aprendiz diante do contexto educacional. Diálogo que é escuta, consciência, humildade, flexível para a mudança, que é de igualdade e edificador. A principal missão é servir, o gesto humilde de ser servo, é conhecer e sintonizar-se com a experiência do outro para ter condições de dar uma luz. Deve perguntar-se a si mesmo se o meu aluno está a aprender ou não? Está a ser um professor de verdade, ou está a demitir-se das suas responsabilidades? Será professor por vocação ou é a única alternativa para o ganha pão?

Ser educador cristão é considerar que o mundo não pára em mim, ele é movimento, processo. O Educador é convidado a dar continuidade para que as crianças, jovens e adultos possam viver mais e com melhores condições e acima de tudo consciente. A missão é elevar o povo a uma cultura mais crítica e libertadora.

Vivemos dentro dum contexto histórico oral, onde o diálogo e a partilha escrevem a história e não a escrita propriamente dita. Logo o oral torna-se memória coletiva e é uma forma de fazer a leitura da realidade. Os contos tradicionais, as informações e notícias circulam mesmo sem os livros, jornais, televisão. O nosso povo é rico na linguagem oral, pobre na linguagem escrita. Porém, historicamente a inclusão e a igualdade surgem com o saber ler, escrever e calcular o que proporciona ascender a classes mais elevadas do conhecimento. O educador cristão tem o compromisso de garantir eficazmente este processo de ensino-aprendizagem.

Reforço que ser educador cristão é ter o ministério da escuta bem desenvolvida, ir ao encontro dos seus alunos, tentar conhecer o seu passado, a sua história de vida familiar e pessoal. É obrigação primeira de o educador bater pé, estar junto, conversar para instaurar um processo de libertação social.

O acto educativo é muito mais do que uma ajuda humanitária em favor dos pobres e desprezados. É acima de tudo compromisso radical com a justiça e a vida e por isso o Educador Cristão anuncia, denuncia e pronuncia a palavra profética para a libertação holística do ser humano.


Felipe André Angst

Director da UCM – Extensão Lichinga



INFORMAÇÕES

- O Pe. Joaquim foi para Maputo como formador do seminário filosófico de S. Agostinho.

-No dia 10 de Junho de 2012, o bispo da diocese de Lichinga fez a reabertura solene da paróquia de Cobué que antes estava sob a tutela da Paróquia de nossa Senhora de Assunção de Lago.

O Sr. Bispo apresentou o padre César Manuel Massimbo como novo pároco da paróquia de Cóbué e o Diácono Ermelindo Jonas como seu colaborador directo.

- Vinda de leigos de Portugal – Voluntariado.

- As irmãs de Jesus Crucificado deixaram definitivamente a paróquia de Metangula.

- O Pe. Rafael Sapato regressou definitivamente para a Diocese de Lichinga.

- 27 de Julho a 5 de Agosto o Sr. Bispo esteve em Nampula a orientar o retiro sobre Áfricae múnus, a padres e a religiosas.

- No dia 12 de Agosto foram nomeados e tomaram posse os sacerdotes: Pe. Eurico Dário, pároco da Sé Catedral e como vigário o Pe. Rafael Baciano Sapato; para a paróquia da Cerâmica, o Pároco Pe. João Baptista Amide e como vigário o Pe. Sapula Vachamuteco.

- No 7 de Outubro, na Diocese da Beira, será a sagração e tomada de posse do Arcebispo D. Claudio Dalla Zuanna. (Dehoniano).




AGENDA DO BISPO



Visita Pastoral do Bispo às Paróquias





PARÓQUIA

CHEGADA

REGRESSO

1

Marrupa

22/05/12

27/05/12

2

Etatara

13/08/12

19/08/12

3

Mepanhira

20/08/12

26/08/12

4

Cuamba

27/08/12

31/08/12

5

Maúa

01/09/12

16/09/12

6

Mecanhelas

17/09/12

23/09/12

7

Entre-Lagos

24/09/12

27/09/12

8

Cuamba

28/09/12

01/09/12

9

Cóbué

15/10/12

21/10/12

10

Metarica

23/10/12

28/10/12

11

Nipepe

29/10/12







CEM

04/11/12







Crisma na Sé Catedral

25/11/12




12

Mandimba

26/11/12

02/12/12

13

Nzinje

04/12/12

09/12/12

14

Cerâmica

16/12/12




17

Metangula

18/12/12

23/12712


Índice


CARTA DO BISPO 3

ANO JUBILAR – ANO DA FÉ 6

PEREGRINAÇÃO A MASSANGULO A PÉ EM DIREÇÃO AO PAI E AOS IRMÃOS 10

DIOCESE DE LICHINGA EM FESTA JUBILAR 11

CONSELHO PASTORAL DIOCESANO 14

A COMUNHÃO E A PARTILHA DE BENS CAMINHO PARA O AUTO-FINANCIAMENTO DA COMUNIDADE CRISTÃ 17

ENCONTRO NACIONAL DOS DIRECTORES DO SECRETARIADO DA PASTORAL NA BEIRA 21

OS CONSAGRADOS NO 1º DIA DE MAIO EM LICHINGA 23

CENTRO CULTURAL BETÂNIA 24

VIVER É UMA ARTE 26

PAPEL DO EDUCADOR CRISTÃO 27

INFORMAÇÕES 29

AGENDA DO BISPO 30

Índice 31





Contactos:
E-mail:diocesedelichinga@gmail.com
E-mail da irmã Maria José: mjoses7@yahoo.com.br
E-mail do Pe. Dário: pedariombemba@hotmail.com


1   2   3   4   5   6   7   8   9   10


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal