04a alma, you have not lived



Baixar 63,96 Kb.
Encontro11.07.2018
Tamanho63,96 Kb.

04a ALMA, YOU HAVE NOT LIVED!

11 de Dezembro de 1964. O dia da morte de Alma. Alma encontra o seu antigo marido, Walter Gropius, e não o reconhece depois de tantos anos de separação. Alma tem 85 anos, está quase cega devido aos diabetes, e está quase surda.



ALMA dos E.U. Pode ajudar-me, jovem, pode, por favor, ajuda-me? Pode ajudar-me a encontrar o caminho para sair daqui? Quero ir para Viena, sabe, mas a infermeira recusa-se a deixar-me ir. Talvez podesse levar-me lá?

GROPIUS Viena? De todos os sítios possíveis, porquê Viena? O que é que tu gostavas de ir lá fazer? "

ALMA dos E.U. Quero encontrar a minha paz eterna, ao lado da minha linda e adorada filha, Manon. Ela está lá no cemitério de Grinzing, em Viena. E, já que lá estou, também gostava de ir à campa de Mahler. Queriam enterrar-me lá também, ao lado de Mahler, o meu primeiro marido, e depois na Califórnia, perto de Franz, o meu último marido. Mas já estou farta dos meus maridos. Não suportava o cheiro deles quando estavam vivos, imagine como deve ser agora que estão mortos. Não, não, quero encontrar a minha paz eterna perto da minha linda, e adorada filha, Manon. Ela é a única dos meus filhos que é parecida comigo. Não admira. Dois jovens deuses arianos encontraram-se e ela foi o fruto desse extase. Ela está lá, no cemitério em Grinzing. “A la recherche du temp perdue”! Gostava de sobrevoar a cidade que outrora esteve a meus pés! O cheiro de Werfel foi sempre o pior. Não, Zemlinsky era ainda pior. Sempre sem se lavar, a cheirar a café, uma mistura de fumo de cigarro e suor. Mas tinha carisma, grande carisma! Um génio, certamente!

A enfermeira (Alma 1) junta-se a eles.

NURSE And Gustav Mahler?

ALMA dos E.U. Gustav Mahler? O meu primeiro marido? Conhece-o? Ele também tresandava. E como! Com certeza, já ouviu o nome dele? Tornou-se muito famoso nos últimos anos. Muito famoso! Um maestro americano, um tal Leonard Bernstein, outro judeu, claro, tornou a música de Mahler muito popular.

NURSE Leonard Bernstein, the composer of West Side Story?

ALMA dos E.U. Sim! Sim! Ele tornou a música de Mahler popular. Muito popular! Muito popular! Tocavam as suas sinfonias quase tão frequentemente quanto tocavam Beethoven. É inacreditável o renascimento que o trouxe. Não se pode ir a um concerto, hoje em dia, sem que se ouça uma sinfonia de Gostamalah. Ele tornou-se um génio do século 20. O profeta do modernismo. E a sua reputação cresce cada dia, cada hora. O Adágio da sua Quinta Sinfonia era a unica coisa que tornava razoavelmente suportável a “Morte em Veneza” de Visconti.

A enfermeira acompanha a Alma do E.U. até que subitamente ouvem música. Chegam a um quarto onde Gustav Mahler e Bruno Walter(Almaniac) estão no "Anúncio do Casamento".



ALMA dos E.U. Olá! Está aí alguém? – Quem está aí? Que barulho é esse?

ALMANIAC It’s music.

ALMA dos E.U. O quê?! O que é que disse? Pode falar mais alto? Não consigo ouvi-lo! – Está à procura de quem?

ALMANIAC Nobody...

ALMA dos E.U. Que disparate é que está a dizer, seu homenzinho tonto? — Acenda a luz.

ALMANIAC The light is on.

ALMA dos E.U. O quê?

NURSE The light is on!!

ALMA dos E.U. Não grite. Não sou surda! Não consigo é ver nada.

ALMANIAC Maybe there’s something wrong with your eyes.

ALMA dos E.U. Com o quê?

NURSE With your eyes! Your eyes!

ALMA dos E.U. Ah! Os meus olhos! Sim! Os meus olhos... Claro! Costumavam chamar-me “A sirene de olhos azuis!”

MAHLER »The siren with the blue eyes«? Wait a minute...

ALMA dos E.U. Os meus olhos já não são o que eram. Eles dizem que tenho diabetes, mas é um disparate. Não posso ter diabetes. Afinal é uma doeça de judeus, e apesar de todos aqueles judeuzinhos amargos que se colaram a mim durante toda a vida, como moscas à volta de um pote de mel, e o judeuismo ainda não é contagioso, graças a Deus! (canta ao som de "Falling in Love Again”:) “Os judeus esvoaçam à minha volta como traças à volta de uma luz, e se eles se queimam, nada disso é culpa minha.”

MAHLER Wait a minute! I know this!

ALMA dos E.U. É outra canção que, também, poderia ter sido escrita por mim. Se eu tivesse sido autorizada a fazê-lo…!

MAHLER Alma?

ALMA dos E.U. Sim?

NURSE Yes?

MAHLER My God! Is that you?

A enfermeira (Alma 1) pousa a bata e o estetoscópio e sai da sala para a dos "Dead Friends", juntamente com Almaniac (Bruno Walter).



ALMA dos E.U. Eh? Porque é que está a resmungar aí no escuro? Se quer que o ouça, terá que falar mais alto! A minha audição nunca foi muito aguda, mas nos últimos anos tornou-se horrivel.

MAHLER Alma?

ALMA dos E.U. Hã?!

MAHLER My God! Is that you?

ALMA dos E.U. Jovem, não pode falar comigo assim!

MAHLER Alma, my God, look at me.

ALMA dos E.U. Já lhe disse: Não consigo ver nada.

MAHLER Don’t you remember my voice?

ALMA dos E.U. A sua quê?

MAHLER Oh God, oh Time! The Devil’s trickster. What ugly tricks you play on us, poor mortals. To see this skin which had been smoother than the finest silk, now tattered like a worn-out rag, hanging loose from that arrogant, haughty chin...

ALMA dos E.U. Jovem, quem é o autor deste bonito poema?

MAHLER »Young man«… - What an irony of fate! You were only 32 and I was already 52 the day that I died, and now you call me a young man! Was it a joke, all the suffering, all our life, nothing but a silly joke?

ALMA dos E.U. Hei? O que é que está a murmurar? Mal consigo ouvi-lo.

MAHLER I am Gustav.

ALMA dos E.U. Quem é você?

MAHLER Gustav! I am Gustav!

ALMA dos E.U. Você é Gustav? Que coincidência! O meu primeiro marido também se chamava Gustav.

MAHLER Almschili! I am Gustav, your first husband.

ALMA dos E.U. Gustav o primeiro...

MAHLER Your first husband, Gustav!

ALMA dos E.U. Está louco?

MAHLER Alma! - Almschi! - Almschili!

ALMA dos E.U. Sente-se. Sente-se. Páre de dizer disparates, é capaz?! – Deixe-me tocar-lhe. Dê-me a sua mão. Não compreendo. Mostre-me. Mostre-me. Estas mãos, estas mãos maravilhosas. Posso examiná-las? Estes dedos fortes, as pontas achatadas, unhas proeminentes. Sim. Sim. Sim. É ele! É ele! É ele! É ele! Oh Deus!

MAHLER Oh Alma!

ALMA dos E.U. É simplesmente inacreditável! Este cheiro! Nunca o esqueci. – Continuas a não usar perfume?

MAHLER You know I hate perfume.

ALMA dos E.U. Mesmo assim: cheiras melhor do que quando estavas vivo! É uma agradável surpresa. Tanto tempo depois da tua morte! Não é muito usual, pois não? Passaram cinquenta e três anos desde a tua morte. Aconteceram tantas coisas no mundo desde então!

MAHLER So they are playing my symphonies!

ALMA dos E.U. Mais do que nunca.

MAHLER And the critics?

ALMA dos E.U. Quais críticos?

MAHLER My critics, of course! August Beer, for instance.

ALMA dos E.U. August quê?

MAHLER Beer. - The one who claimed that my technical abilities hindered rather than assisted me when it came to composing... That I’m staggering with my virtuosity... That all that’s good in my work has been taken from Richard Wagner and Berlioz... The famous critic, August Beer, you must remember him…!

ALMA dos E.U. Tens a certeza que essa pessoa alguma vez existiu?

MAHLER Of course! He was one of my bitterest enemies!

ALMA dos E.U. Já ninguém se lembra dele.

MAHLER Or that other guy, what’s his name… that dreadfully arrogant pig. He was feared in New York. »The drooling and emasculated simplicity of Gustav Mahler! It is not fair to readers to take up their time with a detailed description of that musical monstrosity which masquerades under the title of Mahler’s Fourth Symphony. There is nothing in the design, content or execution of the work to impress the musician, except its grotesquerie. To the writer of the present review it was an hour or more of the most painful torture to which he has been compelled to submit.« Surely you can't have forgotten that, Alma! Remember how angry you were back then!

ALMA dos E.U. Eu nunca me irritava em Nova Iorque. Só me irritava na Califórnia.

MAHLER What was the name of that guy...? Kevin I think, Kevin Rich... Or Kevin Glove. What’s become of him?

ALMA dos E.U. Não me lembro desse nome.

MAHLER He was the star critic of the New York Musical Courier.

ALMA dos E.U. Acho que a publicação também já não existe.

MAHLER Do you remember that other funny guy, the critic of the Boston Daily Advertiser, what’s his name, Carlson or Elison or something, who wrote a review in the form of a satirical poem after listening to my 5th Symphony? »Great praise the big brass tubas won, and kettle–drums, I ween. Why, ‘twas an ugly thing, said little Wilhelmine. Nay, that you must not say, quoth he, it is a famous symphony!» Why does one always have to tolerate being pissed on? Am I a lamp-post? - Elson, that’s him! Now I remember: Louis Elson.

ALMA dos E.U. És, concerteza, o único em todo o universo a recordar esse idiota. Quem é que, hoje em dia, se dá ao trabalho de se preocupar com esse bando.

MAHLER I do. It’s my life! My life!!

ALMA dos E.U. Esquece-os, e eles serão apagados da memória da humanidade!

MAHLER They tried to kill me!!

ALMA dos E.U. Eles estão mortos e esquecidos! Todos os teus inimigos se tornaram pó, e tu estás vivo, Gustav. Estás vivo e de saúde. Nos últimos dez anos a tua fama não tem parado de crescer de dia para dia! Tornás-te-te o compositor moderno mais famoso! Tornáste-te um génio do século 20. Um profeta do modernismo. E a tua reputação cresce cada dia, cada hora. O Adágio da tua Quinta Sinfonia era a unica coisa que tornava razoavelmente suportável a “Morte em Veneza” de Visconti.

MAHLER Alma, I’m so happy to hear that my music has been recognised. I'm truly delighted to have become so famous and successful. But did all this finally make you love me?

Silêncio.

ALMA dos E.U. É isso tudo o que te interessa agora, cinquenta e três anos depois da tua morte?

MAHLER Almschili, if I talk in the language of Men and Angels, and there is no love in me, I am like clinking brass or noisy cymbals... If I am blessed with the spirit of prophesy, and I know all the secrets and acquire all knowledge; and if I have all the faith it takes to move mountains, and there’s no love in me, I am nil! Zero!

ALMA dos E.U. Porque é que me dizes isso?

MAHLER Almschili, don’t you know that love can never be destroyed, and what can be destroyed is not love? Prophesies can pass away from the world, languages may disappear, knowledge will be discredited; when I was a child I spoke like a child, I understood like a child and thought like a child. When I grew older I put an end to the ways of childhood. Now we see everything in a mirror, in a fog, but then it was face to face. Now we are left with these three: Faith, Hope, Love; and the greatest of them is Love.

ALMA dos E.U. Meu Deus, porque é que continuas a dizer-me estas coisas?

MAHLER Alma, you have lived a whole life, you always stood in the front line, you have experienced everything that life can offer, you have been loved by the most passionate men — and all you did was let them love you. Alma, you haven’t lived.

ALMA dos E.U. Espera! Onde é que vais?

MAHLER I'm going to write my 10th Symphony.



©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal